10 coisas que aprendi ao viajar sem dinheiro

10 coisas que aprendi ao viajar sem dinheiro

O que aprendi depois de ter largado o emprego para viajar sem dinheiro

Por que viajar sem dinheiro? Porque não tem? Também. Mas será que é só isso? Veja dez coisas que aprendi depois de largar meu emprego para viajar sem dinheiro.

10. Viajar sem dinheiro faz bem a saúde

viajar sem dinheiro carona barco de fruta

Carona em barco de frutas à caminho de Ilha Grande, RJ

Viajar sem dinheiro geralmente representa comer o que tem, isso é inegável. Acontece que na maioria das vezes o que tem é mais saudável do que o que você poderia comer se tivesse viajando com grana. A alimentação muitas vezes é feita por frutas e grãos, por exemplo, deixando sua dieta saudável.

Seu nível de estresse também diminui. Um porque está viajando. Dois porque não precisa se preocupar com a próxima fatura do cartão de crédito ou em quantas parcelas ainda falta pagar daquela passagem de avião ou daquele resort caríssimo. Mente leve, saúde em alta! =]

9. Viajar sem dinheiro o torna mais autossuficiente

viajar sem dinheiro

Caminhada durante minha volta completa em Ilha Grande, RJ, sozinho

Apesar de obviamente você depender muito das gentilezas das pessoas no caminho, viajar sem dinheiro o torna autossuficiente. Isso, pois, nem sempre você consegue as coisas e nessas horas é preciso se virar com o que tem e com o que consegue. Isso mostra que você é capaz de se manter e fazer as coisas mais do que imagina.

8. Viajar sem dinheiro ensina

viajar sem dinheiro2

Capinando e plantando pela primeira vez na vida, na ecovila Oasis Mundo de Paraty, RJ

Viajar sem dinheiro muitas vezes  implica trocar atividades por comida e hospedagem pelo caminho. É aí que entra seu lado multitarefas. Além de fazer coisas que você já tenha prática, é normal aprender diversas funções novas, já que fará várias atividades diferentes e experimentará ofícios variados.

7. Viajar sem dinheiro o torna mais humilde

viajar sem dinheiro

Limpando caixa d`água, um dos trabalhos mais pesados do início da viagem, em Ubatuba, SP

Seja pelo fato de depender muitas vezes de um novo ombro amigo ou pelo item anterior de experimentar diversas profissões, viajar sem dinheiro com certeza o deixará mais humilde. Se você teve um bom emprego antes da viagem ou um diploma verá o quanto as profissões menos glamourosas exigem esforço e o quanto são subvalorizadas em nosso país. Só da pra ter noção quando se experimenta, antes o que se tem é uma vaga ideia de uma profissão ou outra.

Se você está pensando neste momento no quanto seus pais se esforçaram e gastaram para que você fizesse faculdade e no quanto você ralou para chegar onde chegou, saiba que eu também passei por tudo isso antes de viajar sem dinheiro e hoje, após ter a vivência de alguns ofícios, posso dizer com propriedade que um diploma não dá a ninguém o direito a uma disparidade salarial tão grande.

Além disso, muitas vezes você verá que quem menos tem são os que mais são solidários e dispostos a ajudar.

6. Viajar sem dinheiro aumenta a interação humana

viajar sem dinheiro amigos

Com a galera no hostel Aldeia Itamambuca, em Ubatuba, SP

Diferente da época do escambo, nosso atual modelo de sociedade carece de relações humanas em diversos âmbitos. Naquela época negociava-se tudo diretamente com seu produtor, ao passo que hoje muitas vezes nem sabemos quem produziu o que consumimos. Enquanto o progresso tecnológico contribui diretamente para o afastamento humano, a viagem sem dinheiro obriga justamente o inverso. Ao trocar trabalho diretamente por comida e hospedagem, além do comerciante conseguir uma mão-de-obra mais barata, nasce uma interação humana direta e maior do que qualquer mais valia.

5. Viajar sem dinheiro é uma forma de auto-conhecimento

viajando sem grana

Momento de descanso e reflexão, em Ilha Grande, RJ

Viajando sem dinheiro me ponho nos meus limites e acabo me conhecendo melhor. Como e quando vou chegar? Como vou me alimentar hoje? Onde vou dormir? Quando nem tudo flui é preciso ter criatividade e manter a calma, muitas vezes sendo apresentado a um novo “eu” nessa jornada de auto-conhecimento.

4. Viajar sem dinheiro significa vivenciar coisas que vêm do coração

viajar sem dinheiro amigos

Com a família do Guda, amigo que fiz em Ilha Grande, RJ, onde fui muito bem recebido

Viajando sem dinheiro você é exposto a uma série de situações onde conhece novas pessoas de verdade ao invés da mera troca comercial de uma compra ou serviço de uma viagem comum. Não há interesse, sua viagem lida apenas com coisas que vêm do coração.

3. Viajar sem dinheiro faz você recalcular o valor das coisas

viajar sem dinheiro

O valor da água. Captando água de fonte, em Ilha Grande, RJ

Te faz rever o verdadeiro valor das coisas. Quanto de esforço e dispêndio de tempo vale algo? O que realmente preciso? O que me faz falta? Todas são perguntas respondidas em ao longo de uma viagem sem dinheiro.

2. Viajar sem dinheiro tira sua vida do piloto automático

Já se sentiu vivendo com um piloto automático? Sabendo como e onde vai estar, quando pode ir, o que vai fazer, onde vai comer e etc? Pois é, viajando sem dinheiro você desliga o piloto automático, passando a viver o verdadeiro sentido do Carpe Diem. Um dia após o outro, sem rotina. Cada passo é pensado diariamente e você é o responsável direto por todas as escolhas. Posso fazer algo não planejado ou por impulso, mas não porque fui obrigado ou me disseram que eu deveria fazer.

1. Viajar sem dinheiro permite que você conheça o mundo sem ser rico

viajar sem dinheiro

Na Praia de Santo Antônio, apreciando uma das paisagens mais lindas de Ilha Grande, RJ.

O melhor de todos. Você pode sim conhecer o mundo mesmo que a vida não tenha lhe dado o privilégio, a sorte, oportunidade, ou o que quer que seja, de ser rico. Luxo é caro, viajar é de graça.


Curta Instinto Viajante no Facebook e fique por dentro de mais dicas e do dia a dia de uma viagem sem grana pela América do Sul.

Pelo Instagram do Instinto Viajante curta as fotos mais belas mundo afora.


« | »

Sobre