10 momentos de sorte que todo mochileiro já teve ou terá

10 momentos de sorte que todo mochileiro já teve ou terá

Se você é mochileiro com certeza já teve ou terá os 10 momentos de sorte a seguir

O Instinto Viajante já reuniu 10 momentos de perrengue que todo mochileiro já teve ou terá na estrada. Mas nem só de tempestade vivem os mochileiros, há também os momentos de bonança, o lado bom das aventuras destes viajantes. Veja 10 momentos de sorte que todo mochileiro já viveu ou viverá, garantidos pela regente Lei de Kerouac!

10. Fechar passeio sozinho e cair com um grupo legal

salar de uyuni instinto viajante

Lá está você no seu primeiro mochilão sozinho pela América do Sul, um debutante da estrada curtindo tudo que é novo. Chega finalmente a hora de conhecer o famoso Salar de Uyuni, o deserto de sal, que você tanto almejou, mas fica apreensivo de fechar o passeio sozinho em um jipe que terão outras cinco pessoas. Eis que fecha o passeio e por sorte cai com uma galera super sangue bom, faz bons amigos e troca contatos em mais um momento que ficará guardado com carinho pro resto da vida.

9. Sobrar ingresso da galera para um evento ou passeio

sorte-festival-instinto-viajante

Foto: www.blueprince.nl

Você chega no hostel sozinho, tímido, conhece uma galera gente fina, vai ficando amigo, andando junto e tudo mais. Pra sua sorte, que você nem sabia que tinha, a galera tem ingresso sobrando prum showzão a noite ou um passeio irado na manhã seguinte. Te oferecem e advinha? Você aceita com aquele sorrisão de orelha a orelha! Pronto, tá apaixonado pela galera.

8. Conseguir uma boa promoção de passagens aéreas na data que precisa  

sorte-mochileiro-instinto-viajante

Foto: Correios

Já tá namorando aquela viagem à Machu Picchu a algum tempo e sempre adiando por imprevistos, falta de grana, tempo… Dá tremeliques sempre que vê a foto das clássicas montanhas sagradas. Pintam umas férias para tirar no trabalho, uma merreca no bolso e lá vai você pesquisar alguns destinos. Ao buscar vem aquele anúncio enjoado do Google escancarando anúncios da Netshoes e uns sites pornôs através do seu cache que não limpou na noite passada. Mas pera, dessa vez tem algo mais: um vôo São Paulo – Cuzco bem nas suas férias a incríveis x reais ida e volta. É muita sorte! Vai continuar com essa cara de bobo(a) até acabar a promoção ou vai comprar?

7. Escapar de um temporal

sorte-temporal-mochileiro-instinto-viajante

Foto: Uol

Foi fazer aquele passeio, dar um rolé pela cidade, e saiu sem nada, só carteira no bolso e chinelão. Tá lá todo pomposo curtindo um solzão até que…o tempo começa a virar de repente. Começa a agilizar a volta pro hostel, corre aqui e ali, pega um ônibus e o temporal anunciado chegando cada vez mais perto, as trovoadas roncando. Salta correndo do coletivo e na mesma hora que pisa são e salvo na recepção vê o mundo desabar em águas nas suas costas. Abre um sorriso, manda um “chupa, São Pedro!” e pede uma cerveja pra comemorar.

6. Descer de uma condução bem a tempo de pegar outra

Em qualquer lugar que seja é chato ficar esperando condução, isso é fato. Do mesmo jeito que não há nada melhor do que chegar em um local fazendo baldeação com a próxima condução parecendo que só estava esperando a gente chegar para seguir o rumo. Pegar duas conduções seguidas ou duas caronas seguidas com certeza tem de estar nos dez melhores lances de sorte dos mochileiros.

5. Aparecer um compatriota bem na hora que só há estrangeiros

Quem nunca esteve rodeado só por estrangeiros e se sentiu meio estranho por isso? Muitas vezes é legal, mas algumas é meio esquisito, parece faltar algo ou ser uma criatura estranha no ninho. É nessas horas que a maior sorte é aparecer um compatriota do nada, perdido lá naquela ilha escondida da Polinésia pra trocar uma ideia, comentar o que tem lá e falta em seu país e vice-versa, comparar as cervejas e etc. Seja pela companhia ou para traduzir alguma língua, encontrar um compatriota em um lugar desconhecido é sempre uma boa sorte.

4. Pegar um festival anual na sorte  

festival-instinto-viajante-sorte

Foto: blogroqueestrella.files.wordpress.com

Chegar na cidade e coincidentemente estar rolando aquele festival anual bacana na cidade que você nem sabia da existência? É muita sorte! E quando é de graça? Aí pode parar de apostar na loteria porque sua sorte é pra outras coisas.

3. Vagar um quarto no hostel assim que chegar

Você chega cansado na cidade que está em alta temporada e lotada, já tentou três hostels diferentes, todos lotados, e chega na quarta opção. Você só quer largar o mochilão e se jogar na cama feito uma massa de pizza. Infelizmente esse hostel também está cheio. Você já vai caminhando desanimado quando a recepcionista o chama com um salvador “não, pera” que transmite alegria em qualquer idioma! Você deu sorte, amigão ou amigona! Chegou bem na hora que abriu uma vaga. Corre pra lá, faz o cadastro e se joga na cama pra ser feliz!

2. Dar sorte em cozinha de camping  

camping-instinto-viajante

Foto: campingnomadas.files.wordpress.com

Lá está você, caminhando em direção à cozinha, com um miojão na mão, feliz e contente, mentalizando o quanto esse rango de 3 minutos será nutritivo (aham…). Ao chegar na cozinha, tá a maior festa, aquela galera reunida, um banquete à mesa com refrigerante e tudo, e o falatório pós refeição. Você vai se achegando e alguém anuncia seu dia de sorte com a seguinte pergunta: “ai, sobrou comida da gente, você quer?”

No seu interior um eu transborda de vontade de correr sem roupa pelo camping gritando gollllllll, bingoooo, eurecaaaa, we are the champions, PUTAQUEOPARIU!!! e várias outras tolices que o farão parecer fora de suas faculdades mentais. Porém, você se contém em responder com um tímido “tudo bem, pode ser” como se fosse indiferente e só vai comer pra não estragar, e um “obrigado”, comendo feliz, enquanto deixa seu miojo de lado.

1. Achar bons PFs

pf-instinto-viajante-sorte

Foto: banqueteriacuritibana.com.br

Quem nunca chegou faminto naquele restaurante bem simples e humilde, com uma tiazinha simpática atendendo, e ao pedir um bom prato feito se espantou com o sabor único de comida de mãe, a generosa quantidade que alimentaria um pedreiro após bater uma laje e o melhor de tudo: por alguns poucos trocados? A barriga e o bolso agradecem.

Achar PFs, gostosos, baratos e regados quando se está com muita fome é sem dúvidas a maior sorte de um mochileiro.

Teve alguma sorte diferente das listadas no seu mochilão? Conta pra gente!

Curta Instinto Viajante no Facebook e fique por dentro de mais dicas e do dia a dia de uma viagem sem grana pela América do Sul.

Pelo Instagram do Instinto Viajante curta as fotos mais belas mundo afora.


« | »

Sobre