Esquiar na Argentina: 21 lugares para esquiar na Argentina (viajar barato)

esquiar-na-argentina-barato

21 lugares mais baratos para esquiar na Argentina (Patagônia)

Os destinos mais baratos de viagem para esquiar na Argentina

 

Quer viajar para esquiar na Argentina nessas férias de inverno?

Mas acha as opções muito caras?

Quer saber destinos mais baratos para esquiar na Argentina e América do Sul? 

Deseja ver e tocar neve pela primeira vez na sua vida?

Então você está no lugar certo para planejar sua viagem inesquecível! Sabemos que você e muitas pessoas desejam ver, tocar neve e esquiar pela primeira vez. Contudo, esse é um esporte fora do orçamento para muitos. Foi pensando nisso que nós do Instinto Viajante saímos em busca de lugares para esquiar na Argentina bons e baratos! Garimpamos os melhores parques argentinos econômicos e familiares. Você confere agora nossas preciosas jóias na lista dos 21 lugares mais baratos para esquiar na Argentina, incluindo alguns roteiros fora da rota turística.

Férias de inverno: esquiar na Argentina

A ausência de neve no Brasil e proximidade com a Argentina, contribui para que milhares de turistas brasileiros viagem anualmente, nas férias de inverno, para o país vizinho, buscando os famosos centros invernaisBariloche e Ushuaia são os destinos mais famosos e visitados. Contudo, essas cidades não são baratas e não cabem no orçamento de qualquer viajante. Acontece que há diversas outras possibilidades de cidades para esquiar na Argentina esquecidas ou desconhecidas. Há neve em praticamente metade do país e de Mendoza a Tierra del Fuego (onde está Ushuaia) existem dezenas de cidades próximas da Cordilheira dos Andes com centros de esqui mais simples, baratos e menos concorridos.

Listamos 21 parques familiares menores com preços acessíveis e ideais para aprender a esquiar na Argentina ou para quem já pratica esqui e snowboard. São as melhores opções para esquiar na Argentina fora da rota de inverno, com variados tamanhos e números de pistas, de nível iniciante a avançado, aulas e aluguel de equipamentos e atividades extras, como caminhadas e trekking no gelotubing (basicamente descer a montanha sentado em uma boia gigante), canopy (tirolesa na montanha) e passeios em trenós.

Continue lendo este artigo para:

– Dicas de roteiros de viagem de inverno para esquiar na Argentina
– Conhecer cidades fora da rota turística de inverno da Argentina
– Saber onde esquiar barato na Argentina
– Conhecer 21 parques baratos para esquiar na Argentina

Primeros Pinos, Neuquén

O centro invernal Primeros Pinos fica a 50 quilômetros de Zapala, em Neuquén. O acesso é fácil, por rodovias asfaltadas e o parque funciona no meio de um bosque de pehuenes (pehuen: espécie de araucaria que cresce na Patagônia argentina e chilena). O local é ideal para iniciantes, pois possui descidas suaves e possui duas pistas de esqui e snowboard, teleférico, trenós, lugares para guardar roupas, e restaurante.

Valores: a$ 150 dia inteiro; a$ 100 meio dia; a$ 200/hora aula de esqui; a$ 250/hora aula de snowboard; a$ 225 aluguel de equipamentos.

Miramás, Neuquén

Criado recentemente, Miramás é outro parque invernal de Neuquén para esquiar na Argentina, localizado próximo a lindos bosques de lengas (plantas nativas de regiões frias de cerca de 30 metros de altura), a apenas 15 quilômetros de San Martín de los Andes. Possui três pistas de esqui e snowboard, e diversas outras atividades, como caminhada e trekking no gelo, esqui nórdico (ou esqui de fundo), escola de esqui, tubing, canopy, tineos. Todo o passeio pode começar com um traslado em caminhão Unimog.

Cerro Wayle, Neuquén

O Parque de Nieve Cerro Wayle é um dos lugares de vistas mais incríveis para esquiar na Argentina, pois fica em frente ao magnífico Vulcão Tromen. Oferece três meios de elevação e 3 pistas de esqui de 300 metros cada. Há aulas de esqui, esqui nórdico e passeios em moto sobre a neve.

Batea Mahuida, Neuquén

A apenas 8 quilômetros de Villa Pehuenia, o centro invernal Batea Mahuida é o único parque de neve da Argentina administrado por uma comunidade originária (aborígene), os Mapuches de Pehuel. Está localizado próximo do Lago Aluminé, na Reserva Mapuche Puel, cercado de incríves e milenares araucárias. O parque possui uma pista principal de 700 metros, localizada a 1.700 metros de altitude, e outra de 150 metros que é muito recomendada por praticantes de snowboard. Há ainda outras três pistas, setor para aprendizes e caminhadas e trekking no gelo, passeios em motos para neve e esqui nórdico. Além das atividades, a vista para os vulcões da Cordilheira dos Andes e para os lagos Aluminé e Moquehue são impressionantes.

Cerro Otto, Rio Negro

O complexo de atividades invernais Cerro Otto é bastante completo para esquiar na Argentina e com diferentes níveis de dificuldade. Está localizado em Bariloche, mas é menos famoso que seu vizinho, Cerro Catedral. A subida por um carro sobre trilhos até as pistas é de 200 metros e o lugar é muito conhecido por seu lindo trajeto em teleférico e um curioso restaurante giratório que há no topo da montanha Cerro Otto. Também conta com caminhadas e trekking no gelo.

Valores: a$ 230 por trecho no teleférico (crianças até 12 anos e idosos pagam a$ 170); a$ 130 por três descidas de trenó e três descidas no carro sobre trilhos; a$ 130 por caminhada na neve e passeio no carro sobre trilhos.

Cerro Perito Moreno, Rio Negro

O Cerro Perito Moreno é um ótimo centro de esqui para esquiar na Argentina que está a 25 quilômetros da pequena cidade de El Bolson, por um caminho magnífico de rara beleza natural. Trata-se de uma estrada de rípio (pedra e terra) que segue em zigue-zague entre bosques e cachoeiras. O parque de neve conta com 9 pistas para todos os níveis, além de um setor para travessias de esqui. Há também um refúgio de montanha (espécie de hostel) para 60 pessoas.

Valores: temporada baixa (27/06 a 08/07 e 14/09 a 12/10) – a$ 250 dia inteiro (crianças até 12 anos e idosos, a$ 200); temporada média (03/08 a 14/08 e 18/08 a 13/09) – a$ 330 dia inteiro (crianças até 12 anos e idosos, a$ 270); e temporada alta (09/07 a 02/08 e 15/10 a 17/10) – a$ 380 dia inteiro (crianças até 12 anos e idosos, a$ 300).

Piedras Blancas, Rio Negro

Piedras Blancas é um outro setor do Cerro Otto para esquiar em Bariloche. Possui passeios em snowbus e trenós, subida em teleférico e aulas de esqui. Um dos diferenciais desse parque de neve é seu zipline (tirolesa) de mais de 1.500 metros sobre o bosque.

Valores: a$ 195 traslado até o complexo de neve; entrada em temporada alta (julho e agosto) – a$ 195 (crianças até 12 anos e idosos, a$ 155); aerosilla (teleférico) e trenó – a$ 470 (crianças até 12 anos e idosos, a$ 310); e entrada em temporada baixa (junho e setembro) – a$ 170 (crianças até 12 anos e idosos, a$ 130); aerosilla (teleférico) e trenó – a$ 390 (crianças até 12 anos e idosos, a$ 260); zipline a$ 390.

Centro de Deportes Invernales Valdelén, Santa Cruz

O Centro de Deportes Invernales Valdelén é um dos maiores parques de neve para esquiar na Argentina – são mais de 100 hectares de espaço para esquiar e incrível quantidade de neve. Está a apenas 4 quilômetros de Río Turbio e é a primeira pista iluminada artificialmente da América Latina, permitindo esqui noturno. O complexo invernal possui três pistas de esqui para principiantes e avançados, uma com 500 metros e as outras com 250 metros. Outros passeios possíveis são com moto na neve, caminhadas e trekking na neve e safaris fotográficos que incluem visita ao Parque Nacional Torre del Paine, no Chile. Em agosto também se realiza o festival Fiesta Provincial de la Nieve, com teatro, peças folclóricas, feiras artesanais e, é claro, competições de esportes de inverno.

Calafate Mountain Park, Santa Cruz

Calafate Mountain Park foi criado com a intenção de aliar os esportes de inverno com passeios pelo Parque Nacional Los Glaciares, onde está a famosa geleira Glaciar Perito Moreno. O Cerro Huyliche está a 15 quilômetros de El Calafate e é um dos mais novos lugares para esquiar na Argentina, pois foi habilitado para esqui recentemente, em 2013. O parque de neve oferece possibilidades de esqui nórdico, travessias, passeios em moto, caminhadas e trekking sobre o gelo e tubing. Possui aluguel de equipamentos e aulas em vários idiomas.

Hoya del Chingue, Santa Cruz

Também próximo de El Calafate, a 11 quilômetros, está o parque de neve Hoya del Chingue com uma linda vista para o Lago Argentino. São 4 pistas de esqui localizadas sobre as montanhas da Cordilheira dos Andes, sendo uma difícil e outra considerada extrema. Para subir, o parque possui um teleférico que cobre 220 metros, alcançando 1.280 metros de altitude, e os traslados são feitos por veículos 4×4. O parque invernal dispõe de um restaurante, aluguel de equipamentos e aulas acessíveis de esqui e snowboard, além de opções de caminhadas e trekking sobre o gelo.

Valores: a$ 210 dia inteiro; a$ 190 aluguel de equipamentos; aluguel de culipatín (esquibunda) a$ 60/dia; aulas de esqui (2 horas) a$ 400 individual e a$ 150 por pessoa, em grupo.

Las Cotorras, Tierra del Fuego

O Centro Invernal Las Cotorras de Ushuaia, é um dos parques de neve mais completos da Tierra del Fuego, mas pouco conhecido. Seu principal passeio é o pacote “Excursión de nieve”, que inclui traslados desde Ushuaia, aula de uma hora de esqui nórdico, trekking sobre o gelo, passeio guiado em moto de neve, culipatín (espécie de “esquibunda”) e almoço – custa a$ 1.500 para adultos e a$ 1.000 para crianças de até 10 anos e idosos.

Há também uma travessia noturna guiada em moto na neve que inclui traslado, trekking sobre o gelo e jantar na Cabaña Histórica do primeiro carteiro da ilha da Terra do Fogo – custa a$ 1.200 para adultos e a$ 900 para crianças de até 12 anos e idosos.

Centro Invernal Valle de Tierra Mayor, Tierra del Fuego

O Centro Invernal Valle de Tierra Mayor, está localizado entre Ushuaia e o Cerro Castor (o principal parque de esqui de Ushuaia) e é especializado em esqui nórdico e trenós puxados por cães.

Valores: Passeio de trenó puxado por cães huskies de uns quinze minutos a a$ 500; outra opção é a excursão em neve que inclui lanche em um refúgio de montanha e dura cerca de uma hora e meia, custa a$ 1.500.

Aerosilla Glaciar Martial, Tierra del Fuego

Esquiar na Argentina com vista para o caminho à Antártida. É essa a proposta do centro invernal Aerosilla Glaciar Martial, pertinho do centro de Ushuaia (da pra ir andando) e aberto no inverno para esqui. É o centro de esqui mais austral do mundo. É o lugar mais indicado para esqui alpino da Tierra del Fuego. Conta com uma pista principal de 1.300 metros e outras 3 pistas menores. Suas vistas para o Canal de Beagle são lindas!

Haruwen, Tierra del Fuego

O parque de neve Haruwen fica perto de Ushuaia e oferece passeio em moto sobre a neve que dura cerca de meia hora por a$ 600 para duas pessoas; caminhada e trekking sobre o gelo ou esqui nórdico custam a$ 160 por pessoa; o restaurante do parque invernal possui tenedor libre (buffet livre) por a$ 275.

Llanos del Castor, Tierra del Fuego

O centro invernal Llanos del Castor possui aluguel de equipamentos para esquiar, excursões noturnas, esqui nórdico e caminhadas e trekking sobre o gelo.

Centro de Esquí de Fondo Jerman, Tierra del Fuego

O Centro de Esqui de Fondo Jerman está a dois quilômetros de Ushuaia e possui cinco circuitos para esquiar na Argentina, sendo especializado em esqui nórdico no Cordón Martial.

Wolfgang Wallner del Club Andino, Tierra del Fuego

O Wolfgang Wallner del Club Andino fica a três quilômetros de Ushuaia em um refúgio conhecido na região por seus deliciosos pratos típicos da Patagônia. Possui teleférico e é indicado para principiantes por suas descidas suaves.

Parque Provincial Aconcagua (Aconcagua Park), Mendoza

Um dos mais novos lugares para esquiar na Argentina é o Parque Provincial Aconcagua ou Aconcagua Park de Mendoza. Dispõe de 3 meios de elevação e 5 pistas de esqui. O complexo ainda oferece traslado, caminhadas e trekking sobre o gelo, passeios de 1, 3, 7 e até 20 dias. Os principais passeios são o Trekking Circuito Laguna de Horcones e trekking de dia inteiro Circuito Horcones – consulte aqui os preços.

Los Puquios, Mendoza

Localizado no Circuito del Cordón del Plata de la Cordillera a oeste de Mendoza, o centro de esqui Los Puquios é indicado para esquiar na Argentina em família, com boa estrutura e diversas atividades, principalmente para crianças e esquiadores principiantes (é chamado pelos argentinos de “parque de diversiones sobre la nieve“). São 12 pistas para todos os níveis (inclusive avançado), somando 4 hectares de superfície de neve aptas para esqui, uma pista para trenós e tubing. O setor familiar Picnilandia foi criado especialmente para escorregar e se divertir. Há também patinação sobre o gelo, jardim de neve e armários para guardar itens pessoais.

Valores: a$ 100 acesso a Picnilandia; a$ 180-290 aulas de esqui individuais ou em grupos; a$ 150 transfer de subida e tubing.

Vallecitos, Mendoza

No mesmo Circuito de Alta Montaña citado acima e a 80 quilômetros de Mendoza está o centro de esqui Vallecitos, um dos pioneiros para esquiar na Argentina. Ao todo, possui sete meios de elevação e 14 pistas, totalizando mais de 4 quilômetros de pistas. Além de ser uma opção para esquiar na Argentina, o local é conhecido na região por sua boa gastronomia, no restaurante de uma pousada e no Bar de Bili, no topo da montanha.

Vallecito é um lugar ideal para aprender esqui e montanhismo, e muito frequentado por alpinistas do mundo inteiro, que usam os refúgios disponíveis para fazer aclimatação e depois escalar o monte Cerro Aconcagua, o ponto mais alto da América e do hemisfério sul.

Valores: a$ 300 dia inteiro com teleférico; a$ 200 aula individual de esqui;

Estación de Esqui Los Penitentes, Mendoza

Estación de Esqui Los Penitentes, na Villa Los Penitentes, fica próximo da fronteira com o Chile e do Cerro Aconcagua. Possui ótima qualidade de neve e é tido por muitos como um dos parques mais lindos para esquiar na Argentina. Sua base está a mais de 2.500 metros de altitude e dispõe de 21 pistas de esqui e snowboard para todos os níveis.

 

 

Valores e dados da temporada 2015

Esperamos que você tenha uma excelente viagem para esquiar na Argentina e volte aqui para nos contar como foi. Boa viagem!

 

Curta Instinto Viajante no Facebook e fique por dentro de mais dicas e do dia a dia de uma viagem sem grana pela América do Sul.

Pelo Instagram do Instinto Viajante curta as fotos mais belas mundo afora.


« | »

Sobre