Guia de viagem a Villa la Angostura e Cerro Bayo, Patagônia argentina (travel guide)

villa-la-angostura-e-cerro-bayo-dicas-de-viagem

Está planejando viajar para Villa la Angostura, na Patagônia argentina, e conhecer a Ruta de los 7 Lagos ou esquiar no Cerro Bayo? Quer saber como chegar e quanto vai gastar na sua viagem?

Então você acaba de encontrar o artigo perfeito para planejar seu roteiro de viagem! Veja todas as dicas de viagem de Villa la Angostura! Saiba como chegar, clima e temperatura, o que levar, preços, as melhores coisas para fazer e outras dicas ninjas para planejar sua viagem perfeita!

Villa la Angostura, Patagônia argentina

Villa la Angostura é uma pequena cidade de menos de 15 mil habitantes, vizinha de San Carlos de Bariloche, situada na região de Los Lagos, na Patagônia argentina. Entre seus habitantes é conhecida como “Jardín de la Patagonia” (jardim da Patagônia), devido a beleza e abundância de sua flora, que principalmente na primavera e outono são lindas, tendo cores diferentes em cada estação. Para muitos, é a cidade mais bonita nas proximidades da Cordilheira dos Andes. Possui economia baseada no turismo, e estrutura bem desenvolvida para atender diferentes tipos de visitantes – desde mochileiros low cost até o turismo tradicional -, com rede hoteleira, restaurantes e passeios turísticos para diferentes gostos, orçamentos e idades.

Villa La Angostura está localizada às margens do lago Nahuel Huapi e seu ponto turístico mais interessante é o Parque Nacional los Arrayanes – um lindo passeio em meio a natureza, com senderos (trilhas, trekking) e mirantes, que leva ao Bosque de Arrayanes. Outro ponto de interesse é o Cerro Bayo, onde funciona o Centro de Esqui Cerro Bayo no inverno, com atividades como esqui, snowboard e culipatin (esqui-bunda); e nas outras estações pode ser aproveitado para caminhadas, com vistas para os lagos da região. Em Villa la Angostura se inicia a Ruta de los siete lagos (que contamos aqui), caminho que chega à cidade de San Martín de los Andes, passando por sete lagos argentinos. A cidade possui clima de montanha e é uma ótima escolha para quem gosta de ecoturismo, com bosques, lagos, rios, montanhas, mirantes e cachoeiras, e indicamos para pessoas de todas as idades. Também é excelente para conhecer de bicicleta, como mostramos no artigo o que fazer em Villa la Angostura de bicicleta.

GARANTIMOS que esse artigo irá ajudar em seu planejamento de viagem! Se você vê valor em nosso trabalho, nos ajude a seguir viajando, compartilhando dicas de viagem gratuitamente e mantendo nosso blog livre de propagandas e banners que poluem sua leitura. Clique aqui e doe quanto quiser para seguirmos atualizados. Muito obrigado!

Continue lendo para montar seu roteiro de viagem perfeito com:

Dicas de viagem para Villa la Angostura
Preços médios de hospedagem, alimentação e passeios
Formas eficazes para economizar na viagem
Melhores coisas para fazer em Villa la Angostura
– Possíveis perigos da cidade e como se cuidar
Quais cidades próximas valem a pena incluir em seu roteiro de viagem

Leia todo artigo ou escolha o tópico no índice para ir direto ao assunto.

Índice

1. Como chegar em Villa la Angostura

2. Clima, quando ir e o que levar para visitar Villa la Angostura

3. Média de preços em Villa la Angostura

4. Dicas de como economizar em Villa la Angostura

5. Melhores lugares e as melhores coisas para fazer em Villa la Angostura

6. Dicas de segurança e cuidados em Villa la Angostura (para homens e mulheres)

7. Outras informações importantes

8. Quantos dias reservar e outros roteiros que podem ser combinados com Villa la Angostura

1. Como chegar em Villa la Angostura

Villa la Angostura está localizada no departamento de Los Lagos, no sul da província de Neuquén, na Patagônia argentina, próxima da fronteira com o Chile. Dista 480 KM da capital provincial homônima, Neuquén, e 1.560 KM da capital nacional, Buenos Aires. Sua rodovia nacional mais próxima é a famosa Ruta 40 argentina. A cidade também está a 110 KM de San Martín de los Andes, e 85 KM de San Carlos de Bariloche, de onde vêm a maioria dos turistas; a fronteira mais próxima com o Chile é o Paso Cardenal Samoré, a cerca de 40 KM, pela RN 231 (se for utilizar este caminho atente-se que está aberto das 8h as 18h).

Forma mais fácil de chegar – Villa la Angostura não possui aeroporto, portanto a forma mais fácil e cômoda de visitá-la é tomar um voo até o Aeropuerto Internacional de Bariloche – Teniente Luis Candelaria (BRC) que está a 82 KM, e um ônibus até a cidade (1h30min). O terminal de ônibus de Villa la Angostura está na Av Siete Lagos, 26, bem no centro.

Principais chegadas e saídas de Villa la Angostura

Argentina

Bariloche / ônibus / 1h30min / a$ 70
San Martín de los Andes / ônibus / 2h15min / a$ 121
Neuquén / ônibus / 6h45min / a$ 675 – a$ 837

Chile

– Osorno / ônibus / 5h15min / a$ 460 – a$ 720
Puerto Montt / ônibus / 6h20min / a$ 600 – a$ 720

Localização GPS Villa la Angostura: 40°47′00″ S 71°40′00″ O

Viaje com o melhor seguro viagem internacional: World Nomads (link afiliado)

Confira aqui como chegar e se locomover em todas as cidades da Patagônia argentina e chilena

2. Clima, quando ir e o que levar para visitar Villa la Angostura

O clima de Villa la Angostura é frio e seco, às vezes ventoso, e com muitas chuvas anuais. O verão (dezembro a março) possui dias de calor e noites frescas, com temperaturas médias entre 4 e 19 °C e menos chuvas. No inverno (junho a setembro), a média é de 8 °C, podendo chegar a – 10 °C. Nessa época faz bastante frio, chove mais, e é comum nevar. As estações climáticas da primavera e outono costumam ser frias, mas muito variáveis, podendo ocorrer lindos dias de sol e médias de 8 °C.

Mês que mais chove: Maio
– Mês mais quente: Janeiro
– Mês mais frio: Julho

Qual a melhor época para visitar Villa la Angostura?

Atividades a céu aberto – Novembro a março (primavera e verão) são os melhores meses para visitar a região em termos de passeios, quando o clima é menos frio e os dias são mais longos (amanhecer antes das 5h, e por do sol por volta das 22h). De novembro a abril a ocorrência de dias de sol e céu limpo são maiores.

Esquiar – Junho a setembro (inverno). A temporada de neve começa em meados de junho, mas esfria de verdade em julho e, em agosto, o frio é intenso com dias mais curtos, sendo a possibilidade de esquiar no Cerro Bayo o principal atrativo. Esse período pode chegar até setembro ou outubro.

Mais barato e vazia – Maio, junho, setembro e outubro são baixa temporada, tendo menos visitantes e preços menores.

3. Média de preços em Villa la Angostura

Villa la Angostura não possui um baixo custo de turismo, assim como todas as cidades da Patagônia, mas também não figura entre as cidades mais caras da Argentina. Possui boa estrutura turística, com uma boa quantidade de bares e restaurantes, além de agências de passeios e empresas de aluguéis de equipamentos e bicicletas. Atende a diferentes estilos de turismo e orçamentos. Sua temporada é dupla, devido as férias no verão, e à possibilidade de esquiar, no inverno.

Temporada alta (mais cara): Novembro a abril; e julho a agosto.
Temporada baixa (mais barata): Maio, junho, setembro e outubro.

Hospedagem low cost, campings e hostel: dormitórios baratos possuem diárias a partir de a$ 150, na baixa temporada, e a$ 170-200, na alta. Quartos privativos variam entre a$ 500 e a$ 700 por casal. Os campings organizados custam a partir de a$ 80 a diária. Encontre hospedagens boas e baratas com o Booking.com (link afiliado).

Hotel e cabañas: Preço para um quarto duplo simples com café da manhã a partir de a$ 800, na baixa temporada, e a$ 1.200, na alta. Cabañas (estilo chalés) costumam ser alugadas por mês na temporada e custam por volta de a$ 30.000. Na baixa, existe a possibilidade de conseguir diárias em cabañas mais fácil e custam em torno de a$ 900 – 1.000. As cabãnas possuem capacidade para hospedar grupos grandes.

Custo médio de alimentação: Possui algumas opções de bares e restaurantes, e é possível encontrar café da manhã por a$ 80 e refeições por a$ 150, o almoço, e a$ 200, o jantar, em média. Compras no supermercado para alimentação low cost custam em torno de a$ 70/dia, por pessoa.

Custo dos transportes: Villa la Angostura é pequena, podendo fazer quase tudo caminhando. Mesmo assim, para quem deseja, há alguns serviços de táxi e remis que saem em média a$ 40 por trajeto. Ônibus dentro do município custam a$ 16.

Custo dos principais passeios e atividades: A entrada para o Parque Nacional los Arrayanes custa a$ 130 para residentes do Mercosul (como o Brasil) e a$ 150 para outros estrangeiros. Passes diários para esquiar no Cerro Bayo custam a partir de a$ 472, na baixa temporada, e a$ 600, na temporada alta; meio dia custa a$ 416 (baixa) e a$ 528 (alta). Somente o acesso ao cerro custa a$ 260 (baixa) e a$ 320 (alta).

Pesquise hospedagens boas e baratas com o Booking.com (link afiliado).

4. Dicas de como economizar em Villa la Angostura (low cost)

Villa la Angostura não é barata, mas há formas de deixar sua viagem mais barata.

Supermercados: Fazer suas compras no supermercado e preparar seu próprio café da manhã, almoço e janta é uma das formas que mais se economiza durante a viagem. Villa la Angostura possui dois grandes supermercados: Todo e La Anônima, esse último mais barato e com mais opções.

Água: Diversos moradores locais bebem água diretamente da torneira e não há relatos de incidentes por isso.

Carona: A cultura de pedir e oferecer carona é comum na cidade, sendo uma possibilidade para se deslocar para lugares próximos ou cidades vizinhas.

Serviços conjuntos: Consulte se sua hospedagem possui parcerias com agências de passeios, isso pode render algum desconto nas atividades.



Booking.com

5. Melhores lugares e as melhores coisas para fazer em Villa la Angostura

cerro_bayo_villa_la_angostura_patagonia_argentina

Esqui no Cerro Bayo, Villa la Angostura, Patagônia, Argentina. Foto: welcomeargentina.com

Informações turísticas – É possível pegar o mapa com as atrações e guia de Villa la Angostura em alguns postos de informações turísticas. O principal deles está no centro, na Av. Arrayanes, 9, de seg a dom, 8h – 20h. Ou na Secretaría Municipal de Turismo, Av. 7 Lagos, 93.

Parque Nacional los Arrayanes – O parque de 1.840 hectares é a principal atração de Villa la Angostura. Considerado o único parque de arrayanes do mundo, possui como maiores interesses paisagens lindas, montanhas, flora, fauna, miradores e lagos. Está situado dentro do Parque Nacional Nahuel Huapi e pode ser visitado para trilhas curtas ou mais longas. Seu principal trekking leva até o Bosque de Arrayanes, em um percurso de 12 KM (ida), onde se vê árvores de até 600 anos e 20 metros de altura média. Atualmente, é possível observar inúmeras pedrinhas leves nos arredores do parque e próximas ao lago. Trata-se de pedras pome que foram lançadas até Villa la Angostura durante a erupção do vulcão Cordón Caulle, de Puyehue (Chile), em 2011. Dificuldade: as trilhas exigentes são as que sobem aos mirantes, o restante das trilhas são tranquilas e, em geral, planas. Horário: 10h-17h. Valor de entrada: a$ 130 para residentes do Mercosul (como o Brasil) e a$ 150 para outros estrangeiros.

Passeios de barco – Também nas imediações do Parque Nacional los Arrayanes, é possível contratar passeios de barco pelo lago Nahuel Huapi e a Península Quetrihué, para chegar navegando ao Bosque de Arrayanes. O ponto de embarque é o Puerto Bahia Brava. Duração: 2h30min Horários: Saída do Puerto Bahia Brava: 14:15h; chegada ao Bosque de Arrayanes: 15h; saída do Bosque de Arrayanes: 16h; e chegada ao Puerto Bahia Brava: 16:45h. Valores: trajeto só de ida ou volta, a$ 300 (adultos) / a$ 200 (menores até 12 anos). Trajeto de ida + volta, a$ 450 (adultos) / a$ 225 (menores até 12 anos). Menores de 3 anos não pagam. Os valores podem ser pagos com os principais cartões de débito e crédito. Reservas e consultas: 0294 4494463, 10h as 17h. Obs: chegue um pouco mais cedo, porque os valores do parque não estão inclusos. O pagamento deverá ser efetuado antes da saída, na portaria do parque, próxima ao porto. a$ 130 para residentes do Mercosul (como o Brasil) e a$ 150 para outros estrangeiros. Recomendamos: realizar o passeio de ida em barco e retornar caminhando ou em bicicleta, realizando as trilhas do parque que são leves. No local também existem opção de passeio em botes com motor.

Cerro Bayo – O acesso para o Centro de Esqui Cerro Bayo fica a cerca de 4 KM do centro, possui 1.782 metros de altitude, e é considerado um dos melhores destinos para esquiar na Argentina. Até seu cume são 6 KM de caminhada ou por teleférico. Rodeado de bosques, bela paisagem natural e vista para o lago Nahuel Huapi, seu parque invernal possui 22 pistas e 12 meios de elevação, em 200 hectares para esqui alpino e snowboard, recomendados tanto para principiantes, quanto experientes. O local possui desnível de 700 M e outras atividades, como culipatin (esqui-bunda). Conta com serviços de hospedagem, restaurantes, aluguel de equipamentos, aulas de esquí e snowboard, jardim de neve e estacionamento. Pode ser visitado no verão apenas como mirante. Temporada de esqui: de meados de junho até outubro. Horário: 10h-17h. Valores: Passes diários para esquiar custam a partir de a$ 472 (baixa temporada), e a$ 600 ( alta temporada); meio dia custa a$ 416 (baixa) e a$ 528 (alta). Somente o acesso ao cerro custa a$ 260 (baixa) e a$ 320 (alta). Consulte aqui todos os valores. Seu interesse é esquiar? Veja os melhores centros de esqui da Argentina; e os 21 destinos mais baratos para esquiar na Argentina.

Río Correntoso e lago Correntoso – Nossas pesquisas não confirmam esse dado, mas o Río Correntoso é chamado na região de “o rio mais curto do mundo”. Suas águas cristalinas esverdeadas encontram os lagos Nahuel Hapi e lago Correntoso, e toda paisagem em seu entorno é linda. Nas margens do lago há um balneário ótimo, com entrada livre e gratuita. A praia é formada por areias vulcânicas, e indicada para passar a tarde, jogar futebol e voley. O local possui um camping. Como chegar: está a 5 KM do centro. Basta tomar o caminho sentido Ruta de los 7 lagos e San Martín de los Andes, e depois de 4,5 KM, próximo da ponte, entrar à esquerda.

Ruta de los 7 lagos – A Ruta de los 7 lagos, ou Camino de los siete lagos, trata-se basicamente da parte da estrada RN 40 que liga Villa la Angostura a San Martín de los Andes, ambas cidades argentinas, atravessando o Parque Nacional Nahuel Huapi e o Parque Nacional Lanín. O caminho possui esse nome, pois ao longo dos seus 110 KM passa por sete lagos. O caminho é lindo, com diversos pontos de observações para montanhas (normalmente nevadas), bosques e lagos, e muito indicado para turismo e fotografia, principalmente para quem visita em automóvel. As diversas localidades possuem algumas áreas para piquenique, camping, hospedagens, lanchonetes e restaurantes. Veja aqui todo passeio detalhado e os lagos da ruta.

Vida noturna – Villa la Angostura não é um local de vida noturna agitada, principalmente devido ao seu tamanho. A cidade remete mais ao descanso, mas possui algumas opções noturnas, dentre bares, restaurantes e pubs.

Festivais – A principal festa de Villa la Angostura é a Fiesta Nacional de los Jardines (em fevereiro); também sempre há algum show e/ou comemoração por El dia del pueblo (em maio).

Veja nossa lista completa com o que fazer em Villa la Angostura (mais passeios!)

Viaje com o melhor seguro viagem internacional: World Nomads (link afiliado)

6. Dicas de segurança e cuidados em Villa la Angostura (para homens e mulheres)

Incêndios: O Parque Nacional los Arrayanes possui alto risco de incêndios, não faça fogo. Se for necessário, sempre prefira o uso de fogareiros.

Poluição: Aproveite os lagos para tomar banho fora do inverno e coletar água. Mas lembre-se de não poluir com lixos, guimbas de cigarro, absorventes e afins. Ao tomar banho nas águas não use nenhum produto, nem sabonete. Ao escovar os dentes, pegue água com algum recipiente e não jogue pasta de dente no lago. Se necessitar urinar e defecar, faça longe das trilhas e águas. Papel higiênico também é lixo, caso seja impossível de levar, enterre-o.

Animais de estimação: A entrada de “mascotas“, como eles dizem, é proibida. Portanto, seu cão, gato ou outros animais não poderão ir ao parque.

Repelente: Não vimos necessidade de levar, pois não há mosquitos na cidade para tal.

Filtro solar e protetor labial: Levar filtro solar, protetor labial e manteiga de cacau são recomendados durante o ano inteiro, devido ao clima seco e alta incidência de raios UV.

Animais peçonhentos ou venenosos: Não há registros de cobras, escorpiões, aranhas ou afins que ameacem a vida de um ser humano na região.

Roubos e violências: Villa la Angostura e o Parque Nacional los Arrayanes não costumam oferecer esses perigos. Ambos são tranqüilos, com clima de cidade pequena onde se pode caminhar mesmo a noite e sem acompanhantes. Viajar de carona é igualmente seguro e não parece uma cidade com riscos de violência à mulher e/ou alto índice de assédio sexual.

Fazer sua viagem sem um seguro viagem internacional é furada. Dê uma olhada na World Nomads (link afiliado)

7. Outras informações importantes

Código telefônico: +54 (Argentina) 2944 (Villa la Angostura). Para adicionar pessoas a aplicativos como WhatsApp pode ser necessário começar por +549 ou 00549.

Moeda: Peso argentino (a$ ou ARS).

Bancos: A cidade possui serviços de casas de câmbio de moeda e saques internacionais, principalmente na Av Arrayanes. Geralmente as casas de câmbio só aceitam notas grandes, como $ 50, $100, etc.

Idioma: Espanhol e Castelhano (variação do espanhol).

Divisão territorial: Região > Província > Departamento > Cidade > Bairro

Altitude média: 780 M.

Números para emergências: 100 (Bombeiros), 101 ou 911 (Polícia), 107 (Ambulância), 103 (Proteção civil) e 105 (Emergência ambiental). Consulados brasileiros na Argentina: +54 11 4515-6500 (Buenos Aires), +54 3772 42-5444 (Corrientes), +54 351 468-5919 (Córdoba).

Informações turísticas: Há mais de um centro de ajuda para turistas, o principal deles é na Av. Arrayanes, 9, de seg a dom, 8h – 20h. Oferecem mapas e informações sobre passeios, restaurantes e hospedagens.

8. Quantos dias reservar e outros roteiros que podem ser combinados com Villa la Angostura

Quantos dias dedicar? 2 ou 5 dias – Dois dias são uma boa possibilidade para realizar alguns passeios de Villa la Angostura. Para os que desejam ver um pouco mais, acampar no parque e/ou descansar com calma, 5 dias é um bom número. Pelo menos 5 dias também para quem deseja passear um pouco e esquiar, pois as condições climáticas podem não ajudar. * Não estamos considerando os dias de chegada e saída.

E depois? San Carlos de Bariloche, Villa la Angostura e San Martín de los Andes compõem um corredor turístico muito popular na Argentina, principalmente no verão e inverno. Sendo assim, as principais possibilidades são: seguir viagem para o sul, visitando Bariloche; ou para o norte, até San Martín de los Andes, pelo famoso e lindo caminho da Ruta de los 7 lagos (leia sobre esse passeio).

Também pela Ruta de los 7 lagos, a 65 km de Villa La Angostura, está a Villa Traful, um lugar lindo nas colinas, em meio a natureza, depois de uma estrada de terra. O principal ponto de interesse é o lago Traful que quase sempre forma um espelho d’água.

Outro roteiro interessante e que poucos fazem é visitar o Parque Nacional Puyehue, a caminho de Osorno, no Chile. O parque está a apenas 4 KM da aduana chilena, e a 40 KM de Villa la Angostura, através da RN 231, pelo Paso Cardenal Samoré (se for utilizar este caminho atente-se que está aberto das 8h as 18h). Esse roteiro é interessante devido as lindas cachoeiras do parque chileno, trilhas fáceis, possibilidade de visita ao vulcão, e a termas de Águas Calientes. A região possui camping, cabañas (chalés), albergue e restaurante. No inverno também há uma estação de esqui.

Lembra do que dissemos no início do post? Garantimos que esse artigo ajudaria no seu planejamento e orçamento de viagem. Se esse artigo realmente te ajudou de alguma forma e se você vê valor em nosso trabalho, nos ajude a seguir viajando, compartilhando dicas de viagem e mantendo nosso blog livre de propagandas e banners que poluem sua leitura. Clique aqui e doe quanto quiser para seguirmos atualizados. Muito obrigado!

Veja todos os nossos recursos de viagem para planejar sua melhor trip!

Veja também o que fazer em Villa la Angostura (mais passeios!) e o que fazer em Villa la Angostura de bicicleta

 



Booking.com

Valores e dados de maio de 2016

Foto divulgação Villa la Angostura e Cerro Bayo dicas de viagem: villalaangostura.com.ar

Se esse artigo lhe ajudou pode ajudar outros viajantes, curta e compartilhe =)

Caso tenha dúvidas, pergunte e tentaremos ajudar – sua dúvida pode ser a mesma de outros viajantes. Se encontrar erros ou atualizações avise-nos, por gentileza.

Curta Instinto Viajante no Facebook e siga-nos pelo Instagram


« | »

Sobre