Sana: guia de viagem e o que fazer no Sana/RJ

o-que-fazer-em-sana-rj

Arraial do Sana RJ: dicas de viagem e o que fazer

Vai viajar para o Sana, RJ? Veja dicas de viagem, como chegar, o que fazer em Sana, em Macaé, além das cachoeiras. E mais: preços, melhor época pra ir, como é a vida noturna, e lista de pousadas e camping no Sana (além do Sana Camping e da Pousada Bela Vista).

Planeje sua viagem com o Guia Sana Rj do Instinto Viajante! Obrigado pela visita e boa leitura!

vale-do-peito-do-pombo-sana-rj

Trilha para o pico do Peito do Pombo, Sana-RJ.

Arraial do Sana RJ | Macaé

O Arraial do Sana, ou apenas Sana, é um vilarejo que fica em Macaé, no Rio de Janeiro, na região Serrana. Todo seu território faz parte de uma Área de Proteção Ambiental, com grande biodiversidade, abrigando mais de 345 espécies de pássaros, animais silvestres e fauna nativa.

O Sana, apelidado de “paraíso das águas“, é na verdade a junção de três regiões: a Cabeceira do Sana, a Barra do Sana (encontro do rio Sana com o rio Macaé), e o Arraial do Sana, que é o centro do vilarejo – onde tudo acontece e onde vivem a maioria das pessoas.

O Sana é um lugar privilegiado, cercado de rios, cachoeiras, montanhas e Mata Atlântica preservada – lembra Aldeia Velha, também no Rio de Janeiro. As ruas não são pavimentadas e contém uma pequena população que vive, em geral, em casas simples, mantendo pequenos negócios, como barzinhos, lanchonetes, restaurantes, campings e pousadas. A economia é sustentada pelo turismo e prestação de serviços, e possui um marcante caráter hippie.

centro-sana-rj

Centro do Arraial do Sana (ou, apenas Sana), Macaé, Rio de Janeiro.

O Sana é uma das principais atrações de Macaé. Envolto de esoterismo, é desses lugares que as pessoas juram ver gnomos e duendes. Trata-se de uma viagem para desacelerar e fugir da correria dos grandes centros, recarregando as energias nos rios, cachoeiras e trilhas, como a do Pico do Peito do Pombo.

Os principais interesses turísticos do Sana são a Cachoeira do Escorrega e Cachoeira das 7 quedas, os rios Sana e Macaé, além dos barzinhos com música ao vivo, geralmente reggae e forró.

Ler o artigo completo é interessante. Mas você pode ir direto ao assunto de seu interesse, clicando nos links abaixo

Ajude o Instinto Viajante a se manter no ar =) Clique aqui e doe quanto quiser. Obrigado!

seta-instinto-viajante Turismo no Sana, Macaé, Rio de Janeiro

o-que-fazer-no-sana-rj

Vale do Peito do Pombo, Sana-RJ.

O Arraial do Sana é um lugar pouco conhecido por pessoas que não são do Rio de Janeiro. Possui um turismo mais local, das pessoas que vivem próximas e dos (as) cariocas e fluminenses – é difícil ver estrangeiros por lá.

O Sana é um dos principais lugares para acampar no Rio de Janeiro, sendo sinônimo de paz, tranquilidade e lazer. Sempre foi reduto da galera mais roots, do artesanato, camping, boemia e música.

Hoje em dia é bem mais frequentado do que até a década de 90, mas segue sendo um lugar tranquilo e de turismo em pequena escala.

O maior público do Sana é de jovens e mochileiros (as), mas indico este destino de viagem para qualquer pessoa que curte viagens de ecoturismo, trilhas e tranquilidade. Um lugar para toda a família, desde crianças, jovens e adultos (as), a idosos (as).

seta-instinto-viajante Como chegar no Sana/RJ

como-chegar-em-sana-rj-mapa

Mapa Sana e como chegar.

O Sana está localizado na Serra de Macaé, entre os municípios de Casimiro de Abreu, Nova Friburgo e Trajano de Moraes. Apesar de frequentemente ouvirmos as pessoas mencionarem “Sana em Casimiro de Abreu“, o lugar é um distrito de Macaé.

Para chegar no Sana, o acesso se dá pela estrada Serra Mar (RJ-142) que é asfaltada, mas o trecho final, que leva ao vilarejo, é em estrada de terra. Veja como chegar de carro, ônibus e avião:

→ De carro

Saindo do Rio de Janeiro ou Niterói: depois da Ponte Rio-Niterói, seguir pela rodovia BR 101, sentido norte (Macaé). Passará pelas cidades de Itaboraí, Tanguá, e Rio Bonito. Quando estiver próximo de Rio Bonito, siga em frente, não entre na Via Lagos (estrada que segue para a Região dos Lagos: Búzios, Cabo Frio, Arraial do Cabo, etc), passando pela entrada de Silva Jardim e seguindo até Casimiro de Abreu, tudo pela BR 101.

Ao chegar na Rodoviária de Casimiro de Abreu, passe para o lado esquerdo da pista (sentido Rio de Janeiro), através da rotatória, e vire ao lado da Lanchonete Patropi, seguindo por 20 KM até o Portal do Sana. A partir daí, continue mais 6 KM por estrada de terra até o Arraial do Sana – de Casimiro ao Sana leva cerca de 45 minutos.

Distância: 165 KM (Rio de Janeiro) | 150 KM (Niterói). Tempo: 2h-2:30h (Rio de janeiro) | 1:30h-2h (Niterói).

Saindo de Espírito Santo: pegar a BR 101 sentido sul (Rio de Janeiro), passar pelas cidades de Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. Logo após o Posto de Gasolina, na chegada a Casimiro, siga por mais 20 KM até o Portal do Sana. A partir daí, continue mais 6 KM por estrada de terra até o Arraial do Sana – de Casimiro ao Sana leva cerca de 45 minutos

Distância: 409 KM (Vitória). Tempo: 6h.

Saindo de Minas Gerais: descer pela BR 040 até a BR 493 (sentido Magé). Depois pegar a BR 101 (sentido Macaé) e seguir as instruções acima, de como chegar desde o Rio de Janeiro e Niterói.

Distância: 584 KM (Belo Horizonte). Tempo: 7:35h.

mapa-sana-rj

Mapa Sana-RJ. Fonte: Prefeitura de Macaé.

De ônibus*

Saindo do Rio de Janeiro: o trajeto é feito pela viação 1001 (Macaense), saindo da rodoviária Novo Rio até Casimiro de Abreu. Ao chegar na rodoviária de Casimiro de Abreu, basta tomar uma van ou ônibus até o Sana (R$ 6,90, abaixo deixo os horários) – de Casimiro ao Sana leva cerca de 1h.

Valor: R$ 45 + R$ 6,90. Tempo da viagem: 2h-2:30h + 1h (24 KM Casimiro – Sana).

Saindo de Niterói: idem ao trajeto acima, com a diferença de que o ônibus da 1001 (Macaense) sai da Rodoviária de Niterói (a antiga).

Valor: R$ 40 + R$ 6,90 (ônibus Casimiro – Sana). Tempo da viagem: 1:30h-2h + 1h (24 KM Casimiro – Sana).

→ Horários Ônibus e vans

Casimiro de Abreu x Sana:

  • Diariamente: 5h, 6h, 7h, 8:30h, 10h, 11:30h, 13h, 14:30h, 16h, 17:30h, 19h

Sana x Casimiro de Abreu:

  • Diariamente: 6h, 7h, 8:30h, 10h, 11:30h, 13h, 14:30h, 16h, 17h, 18:30h, 19:30h

Frade x Sana**:

  • Diariamente: 6h, 9h, 13h, 18h, 21h

Portal x Sana (7 KM)**:

  • Diariamente: 6h, 11h, 15h, 20h

* Informe-se, pois os horários podem mudar.

** Esses trechos custam R$ 1,00.

Fonte: Prefeitura de Macaé

→ De avião

Os aeroportos mais próximos do Sana são os do Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont e Aeroporto Tom Jobim – Galeão). Desses, seguir os caminhos explicados acima, de carro ou ônibus (desde a Rodoviária Novo Rio).

→ De carona

Para tentar carona até o Sana, você pode tentar ajuda e informações no maior grupo do vilarejo no Facebook: Sana – Compra e venda ou o grupo Caronas pelo Rio. Ou usar essas dicas para pedir carona na estrada.

Mapa do Sana RJ | Coordenadas GPS: 22° 19′ S 42° 10′ W

seta-instinto-viajante Melhor época pra visitar Sana (clima e temperatura)

clima-sana-rj

Temperatura média ao longo do ano no Sana, RJ. Fonte: pt.climate-data.org

O Sana possui clima tropical e é agradável para viajar em qualquer época do ano. No outono e inverno, possui clima frio de montanha; e durante a primavera e verão, apesar das altas temperaturas, a floresta ajuda a deixar o clima um pouco mais ameno.

No inverno chove menos, há dias de céu azul e poucos turistas – sendo ideal para caminhadas e trilhas. Porém, as águas do rio e das cachoeiras estão ainda mais frias para mergulhar. Leve casaco, pois a sensação térmica pode cair bastante.

No verão, os dias são mais quentes, ideais para banhar-se, mas chove mais e há mais turistas (principalmente durante as festas de fim de ano).

Dica: de setembro a março chove mais e os rios e cachoeiras estão mais volumosos.

Um conselho? Faça o possível para ir fora da temporada alta, é muito melhor para curtir o lugar.

  • Temperatura média anual: 21.3 °C
  • Temperatura média no verão: 23,7°C
  • Temperatura média no inverno: 18,8°C
  • Mês que menos chove: julho
  • Mês que mais chove: dezembro
  • Mês mais quente: janeiro (24,4°C)
  • Mês mais frio: julho (18,5°C)

Dados climáticos: pt.climate-data.org

seta-instinto-viajante Pousadas e campings no Sana/RJ e média de preços

rio_sana_rio_de_janeiro_brazil

Rio nos fundos do Camping Jatobá, no Sana-RJ – Onde costumo ficar quando vou.

Hoje em dia, o Sana conta com um bom número de alojamentos, dentre campings, pousadas, hostels, casas para temporada e hotéis fazenda. Há também opções de bares, restaurantes e pensões para tomar café da manhã. Não espere luxo, mas existem bons lugares para hospedar-se e comer. A maioria das hospedagens possuem Wi-Fi.

Em geral, não há a necessidade de fazer reservas, talvez apenas durante as festas de fim de ano. Abaixo opções, contatos e valores médios.

Airbnb

Existe disponibilidade de quartos e casas para grupos pelo Airbnb no Sana. Usando esse link para fechar sua reserva, você ganha R$ 85 em créditos de viagem no site e nosso blog um pequeno valor de afiliado. Valor médio por dia: R$ 60-130.

Camping

Os campings no Sana possuem diárias a partir de R$ 25-30, na baixa temporada, e R$ 30-40, na alta temporada (entre novembro e fevereiro).

O Sana Camping é um dos mais famosos do vilarejo, localizado em frente ao Campo de Futebol do Sana, logo na entrada do Sana, à esquerda, depois da ponte sobre o rio Sana. Fica perto do rio Sana e tem espaço amplo para acampar, para traillers e algumas suítes. O camping custa R$ 25 (baixa) e R$ 30-35 (alta), podendo haver descontos para grupos e/ou várias diárias.

Todas as vezes que fui ao Sana, fiquei no Camping Jatobá e o indico. O camping é limpo, organizado, seguro e os funcionários são legais – a diária é R$ 25-30. Ah, e atrás passa o rio Sana, onde dá pra banhar-se de maneira um pouco mais reservada. Atualmente também possui algumas suítes.

Melhores campings no Sana:

  • Sana Camping | (22) 2793-2545 ou (22) 9 9935-4355
  • Camping Jatobá | (22) 2793-2418 ou (21) 3970-1121
  • Jamaica Camping – Criado pelo Jorge Makandal, símbolo da cultura Rastafari no Sana | (22) 2793-284, (22) 2793-2484 ou (22) 9 8851-5248 (jamaicasana@oi.com.br)
  • Camping Casa da Júlia | (22) 2793-2841 ou (22) 9 8844-7594
  • Art Café Camping | (22) 9 8845-7856
  • Casarão do Sana | (22) 9 8851-8938 ou (21) 9 8636-8316
  • Camping da Praça | (22) 9 8851-7006
  • Camping Beira-rio | (22) 9 8858-2521 ou (22) 9 8816-4430
  • Camping do Poço (ou Camping do Russo) | (22) 9 9255-958, (22) 9 8836-8566 ou (22) 2973-2843

Ps: além desses, chegando no Arraial do Sana, há outras opções de camping.

Pousadas e hostels

Quartos, Hostels e similares possuem valor médio de R$ 40-50 (baixa) e R$ 60-70 (alta) por dia, por pessoa.

Pousadas com café da manhã custam a partir de R$ 120-200 (baixa) e R$ 200-350 (alta) por dia para casal. Chalés e cabanas, R$ 150-200 (baixa) e R$ 250-400 (alta) para o casal.

Já fiquei na pousada Puro e Simples. O lugar é modesto, mas não é ruim. São suítes simples, com televisão.

Melhores Suítes, Hostels e Pousadas no Sana:

Hotéis no Sana

Casas para temporada no Sana veja aqui.

Ps: além dessas, chegando na vila há outras opções que não possuem site.

Por favor, se possível, use nosso link ou o buscador abaixo para reservar sua hospedagem. Você não paga nada mais por isso e ajuda nosso blog, que recebe uma pequena quantia do Booking.



Booking.com

Outros custos

Não há muitos estabelecimentos que aceitam cartões no Sana e alguns locais só funcionam no fim de semana ou na alta temporada.

Alimentação: existem bares, lanchonetes, restaurantes, pizzarias, mercadinhos, padarias, etc. É fácil tomar café da manhã por R$ 7-10 e achar refeições por R$ 15-20, em média. Pizzas custam R$ 30-40 e lanches uns R$ 7-15. Cervejas 600 mL R$ 7-10, cervejas artesanais R$ 10-12, águas R$ 2-3, e refrigerantes (lata) R$ 3-5. Self-service custam R$ 25-30, o KG (R$ 28, na Pousada Riacho Doce, que funciona durante a semana).

O mercado Grativol é o que possui mais opções, e onde é possível comprar algumas coisas mais baratas. Aceita cartões é funciona todos os dias, das 8h às 20h.

Indico provar a culinária da Pousada e bistrô Puro e Simples, que possui um valor acima da média local, mas ótimos pratos saudáveis e vegetarianos – serve café da manhã, almoço e lanches.

Para quem quer comer muito, pagando pouco, há um restaurante à caminho das cachoeiras, próximo do posto de controle de pessoas, onde o buffet livre custa R$ 17,00, com duas carnes.

Outros restaurantes bem recomendados: Telektonon Creperia, Alquimia do Sana, Wasabi Sushi Sana, Ceh Achegue Bar e Restaurante, Lanchonete Ferrugem, e Restaurante Macaxeira (este com um dos melhores custo-benefício do Sana).

Custo dos transportes: para circular pelo Sana não existem transportes, mas é tranquilo de fazer tudo a pé. O ônibus/van que vai até Casimiro de Abreu custa R$ 6,90 e táxis para este mesmo trajeto, R$ 40-50. Os transportes que levam até o Frade ou o Portal do Sana custam R$ 1,00.

Custo de passeios: no Sana, a maioria das atividades podem ser feitas por conta própria com facilidade. Para cachoeiras e caminhadas de acesso mais difícil, contrate um guia de trilhas local (a seguir deixo alguns contatos). Atualmente, as cachoeiras mais populares do Sana possuem uma taxa de entrada de R$ 5-10.

→ Veja também: Como viajar muito barato para qualquer lugar

seta-instinto-viajante O que fazer em Sana/RJ | Macaé

trilha-sana_rj

Nosso grupo durante a trilha para o Peito do Pombo, no Sana-RJ.

Os maiores atrativos do Sana são os rios e cachoeiras, sua vida musical (principalmente ao som de reggae e forró) e relaxar, seja acampando, em alguma pousada, ou em algum barzinho pela vila. Como o lugar é pequeno é fácil localizar os caminhos que levam aos atrativos, basta “seguir o fluxo”.

Informações turísticas: o posto funciona dentro da feira de artesanato CriaSana. Telefone: (22) 2278-1571.

Guias para trekking:

  • Maurício, (22) 9 8812-9087 | saessana@hotmail.com
  • Samuel (bar Sobrenatural), (22) 2762-2518 | sanarj@ig.com.br ou samuel@macae.unimed.com.br
  • Zé Geraldo, (22) 9 8825-6917
  • Serraventur Ecoturismo, (22) 9 8815-0910 ou (22) 9 9773-0248

Feira de Artesanato CriaSana

Localizada no centrinho do Arraial do Sana, a Feira de Artesanato CriaSana é uma cooperativa de artesãos locais que mantém um conjunto de lojinhas, onde vendem artesanatos, incensários, blusas, quadros e outras lembranças do Sana.

Horário: 9h às 22h (sextas, sábados, domingos e feriados).

Rios Sana e Macaé

rio-sana-rio-de-janeiro

Os rios Sana e Macaé são alguns dos principais atrativos do vilarejo.

O rio Sana é o principal, cortando todo o distrito e, ao longo do caminho, sendo alimentado por outros rios e arroios pequenos e médios, dentre eles, os córregos Peito de Pombo, São Bento, da Boa Sorte e da Glória, e o rio Andorinhas.

Os rios podem ser facilmente encontrados caminhando pelas trilhas e cachoeiras, além dos muitos campings e pousadas que funcionam próximos de suas margens.

Cachoeira do Escorrega

cachoeira-do-escorrega-sana-rj

Cachoeira do Escorrega, Sana-RJ. Foto: desviantes.com.br

A Cachoeira do Escorrega é, talvez, a cachoeira mais famosa do Sana e uma das mais frequentadas. Seu nome já é auto-explicável, trata-se de uma laje de pedra grande, lisa e em declive, que forma um escorrega natural até um poção. um verdadeiro playground natural.

Suas águas são cristalinas e frias, e abrigadas por vegetação de Mata Atlântica. Está localizada próxima do Arraial do Sana, tendo acesso fácil, por uma trilha leve e sinalizada de cerca de 15-20 minutos. Fica na primeira porteira à esquerda, na trilha das cachoeiras.

A Cachoeira do Escorrega é ótima para quem visita o Sana com os filhos, pois é segura e com correntezas muito leves.

cachoeira-do-escorrega-sana-rj

Poção da Cachoeira do Escorrega, Sana-RJ.

Cachoeira Recanto das Borboletas

Com acesso pela mesma trilha da cachoeira do Escorrega, logo depois desta, a cachoeira Recanto das Borboletas é bem menos frequentada, pois sua trilha é um pouco mais difícil, sobre pedras escorregadias e com muito limo.

Também de águas frias e claras, é bonita, porém menor e sem um escorregador. Possui um poço para banhar-se.

Cachoeiras da Mãe, do Filho e do Pai

O complexo de cachoeiras “em família” do Sana é muito famoso, mesmo por quem nunca visitou o lugar. Também conhecido como “circuito das águas do Sana“, sua popularidade é por conta dos platôs de onde os (as) mais aventureiros (as) saltam de grandes alturas até caírem no poção, injetando um pouco de adrenalina no passeio.

Pra mim são as melhores cachoeiras do Sana e, é claro, ficam lotadas no verão.

Cachoeira Mãe

cachoeira-da-mae-sana-rj

Cachoeira da Mãe, em Sana, RJ. Foto: trilhasecachoeiras.com.br.

A Cachoeira da Mãe é a primeira das três, tendo uma base para saltos de uns 12 metros de altura. O poção é grande e ótimo para aproveitar os dias quentes, além de sua laje, onde várias pessoas matam o tempo conversando e relaxando.

O nome da cachoeira foi dado por que, dizem, que há uma semelhança dela com a imagem de Nossa Senhora, mãe de Jesus Cristo.

Cachoeira Filho

Um pouco depois da Cachoeira da Mãe, pela trilha, fica a Cachoeira do Filho, em um caminho um pouco mais perigoso, e não aconselhado para idosos (as) e crianças.

É a menor das três e nela há um tobogã natural que escorrega até o poço da Cachoeira da Mãe. Esse escorregador é mais veloz que o da cachoeira do Escorrega, podendo machucar, principalmente, quem não conhece o lugar.

Cachoeira Pai

cachoeira-do-pai-sana-rj

Platô de onde as pessoas saltam na Cachoeira da Pai, no Sana-RJ. Foto: amochilaeomundo.blogspot.com.br

Seguindo pela mesma trilha que visita as cachoeiras mencionadas anteriormente, está a Cachoeira Pai, a primeira e onde está a maior base para saltos das três (cerca de 16 metros), dando mais medo em quem se arrisca. Lá, as pessoas nativas esbanjam tranquilidade, calma e experiência – mesmo as crianças de cerca de 7, 8 anos.

Tenho medo de altura, então quando saltei, o fiz sem calcular, apenas corri e me joguei. Sabia que se ficasse olhando pra baixo de cima da plataforma não saltaria. A sensação é maravilhosa e depois da primeira vez vai ficando mais tranquilo, principalmente com tantas pessoas saltando.

Os saltos não são de alto risco, mas é preciso analisar antes de fazê-lo, pois há alguns galhos próximos que podem causar acidentes.

Cachoeira das Sete Quedas

cachoeira-das-sete-quedas-sana-rj

Cachoeira das Sete Quedas, no Sana-RJ. Foto: guascatur.com.

A Cachoeira das 7 Quedas é a melhor cachoeira do Sana na opinião de muitas pessoas. Seu nome é em alusão a pequena escadaria natural com sete degraus que possui. Dá pra sentar nas quedas d’água para curtir uma hidromassagem da mãe natureza e também brincar no pequeno tubo formado pela cachoeira.

Possui águas claras e também é bastante frequentada durante a temporada alta, ainda que, menos do que a do Escorrega, pois é mais distante.

cachoeira-das-sete-quedas-sana-rj

Cachoeira das 7 quedas, no Sana, Macaé, Rio de Janeiro. Foto: Matheus Fonseca.

Dica: em ordem, pela trilha, estão as cachoeiras do Escorrega (1), Recanto das Borboletas (2), da Mãe (3), do Filho (4) e do Pai (5), e Sete Quedas (6). Todas são formadas pelo Córrego Peito do Pombo, ou seja, são mais próximas das hospedagens do Arraial do Sana, centrinho mais povoado do distrito.

Melhor caminho para conhecer todas: ir até a terceira porteira e dobrar à esquerda, onde há uma banca vendendo alguns produtos (geralmente) e uma placa sinalizando as cachoeiras. Nesse trajeto você irá até a Cachoeira 7 quedas, descendo e conhecendo as outras na ordem inversa.

→ Atenção: atualmente é cobrado R$ 5-10 para entrar na trilha que leva para as cachoeiras citadas acima. O valor não é por cachoeira, mas sim uma única taxa para todas.

Cachoeira das Andorinhas e Singela

cachoeira-das-andorinhas-sana-rj

Cachoeira das Andorinhas, Sana-RJ. Foto: macaetips.com

A Cachoeira das Andorinhas fica bem próxima da Cabeceira do Sana, em uma trilha fácil de 2,5 KM, que sobe pelo rio Andorinhas e cruza uma propriedade particular. Possui uma boa queda d’água e poção, envolta de pedras e Mata Atlântica, é aconchegante, e costuma ser pouco visitada.

Os locais dizem que seu nome é devido a quantidade de andorinhas que migram para viver lá durante o verão.

Um pouco abaixo da Cachoeira das Andorinhas há uma queda d’água menor, chamada de Cachoeira Singela.

Cachoeira Santa Rosa

A Cachoeira Santa Rosa também fica na Cabeceira do Sana, formada pelo rio Andorinhas, e onde nasce o rio Sana.

Cachoeira Fervedeira e Poço Escuro

A Cachoeira Fervedeira é a única formada no curso do rio Sana, localizada 2 KM antes da entrada do Sana.

À sua direita há um poção ótimo para relaxar e sentir a natureza. Tome cuidado nesta cachoeira, pois há locais com risco de se machucar, prefira o banho acima dela ou em suas margens.

Um pouco mais abaixo está o Poço Escuro, onde também da pra mergulhar e curtir os dias quentes.

Poço e Cachoeira da Flor

A Cachoeira da Flor é uma pequena queda d’água formada pelo Córrego São Bento, pouco visitada por quem vai ao Sana. Também de águas claras e cercada de mata selvagem, possui um poço para banho mais abaixo, chamado Poço da Flor.

Cachoeira do Segredo, do Segredinho, do Silêncio, Roncadeira (ou do Tamanduá), e Escondida

O chamado Complexo de Cachoeiras do Segredo do Sana engloba as cachoeiras do Segredo, do Segredinho e do Silêncio, nos Altos de São Bento. Para acessar o local, recomenda-se contratar um guia, além de ter uma taxa obrigatória por passar em uma propriedade privada (ridículo, nossa natureza privatizada, eu sei).

Passando por estas, está a Cachoeira Roncadeira (ou do Tamanduá), considerada a cachoeira mais bonita do Sana, com queda d’água de uns 80 metros de altura, que desce escorrendo pelas pedras. Nos períodos de chuvas, quando seu volume está maior, pode ser vista desde o Pico do Peito do Pombo.

Também nos Altos de São Bento está a Cachoeira Escondida, que não conheço, mas dizem que vale a pena visitar, pois está localizada no meio da mata, em um ambiente que ainda mantém seus traços selvagens praticamente intocados.

Todas possuem águas cristalinas e frias como em todo distrito. A excessão é que essas cachoeiras são bem menos visitadas, mesmo no verão.

Cachoeirinha de Boa Sorte

A Cachoeirinha de Boa Sorte é uma pequena queda d’água localizada no Córrego de Boa Sorte. Apesar de ser facilmente acessada é pouco visitada, talvez por ser bem pequena e acabar sendo esquecida em meio as tantas cachoeiras do Sana.

Dica: as cachoeiras das Andorinhas, Singela, Santa Rosa, Fervedeira, da Flor, do Segredo, do Segredinho, do Silêncio, Roncadeira (ou do Tamanduá), Escondida, e de Boa Sorte, ficam mais próximas das hospedagens da cabeceira do Sana.

Birdwatching (observação de pássaros)

O Sana é um ótimo destino para Birdwatching (observação de pássaros). As espécies encontradas são as típicas da Mata Atlântica, com quase 200 pássaros diferentes para encontrar. Dentre eles:

  • Bacurau (Hydropsalis albicollis)
  • Beija-Flor Tesoura (Eupetomena macroura)
  • Bem-te-vi rajado (Myiodynastes maculatus)
  • Borralhara preta (Mackenziaena severa)
  • Cabeça-encarnada (Pipra rubrocapilla)
  • Caburé (Glaucidium brasilianum)
  • Canário-do-campo (Emberizoides herbicola)
  • Canário-da-terra-verdadeiro (Sicalis flaveola)
  • Cigarra-bambu (Haplospiza unicolor)
  • Garça-branca-grande (Ardea alba)
  • Garça-vaqueira (Bubulcus ibis)
  • Gavião-bombachinha (Harpagus diodon)
  • Gavião de Rabo Branco (Geranoaetus albicaudatus)
  • Inhambu-guaçu (Crypturellus obsoletus)
  • Jacupemba (Penelope superciliaris)
  • João-de-Barro (Furnarius rufus)
  • João-teneném (Synallaxis spixi)
  • Juriti-Pupu (Leptotila verreauxi)
  • Maitaca verde (Pionus maximiliani)
  • Maracanã-pequena (Diopsittaca nobilis)
  • Maria-preta-de-penacho (Knipolegus lophotes)
  • Martim-pescador-pequeno (Chloroceryle americana)
  • Pardal-doméstico (Passer domesticus)
  • Pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens)
  • Pintassilgo (Sporagra magellanica)
  • Quero-quero (Vanellus chilensis)
  • Rabilonga – Alma de Gato (Piaya cayana)
  • Sabiá-cica (Triclaria malachitacea)
  • Sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris)
  • Saíra-dourada (Tangara cyanoventris)
  • Saíra-sete-cores (Tangara seledon)
  • Seriema (Cariama cristata)
  • Socozinho (Butorides striata)
  • Surucuá-de-barriga-amarela (Trogon rufus)
  • Tico-Tico (Zonotrichia capensis)
  • Tiê-de-topete (Lanio melanops)
  • Tiê-preto (Tachyphonus coronatus)
  • Tiê-sangue (Ramphocelus bresilius)
  • Tiziu (Volatinia jacarina)
  • Tucano-de-bico-preto (Ramphastos vitellinus)
  • Tuim (Forpus xanthopterygius)
  • Urubu-de-cabeça-amarela (Cathartes burrovianus)
  • Urubu-de-Cabeça-Preta (Coragyps atratus)
  • Urubu-de-Cabeça-Vermelha (Cathartes aura)

Fonte: Paulo Tinoco, Taxeus, e Sana Brasil

Valor: grátis.

Trilha para o Peito do Pombo (1.400 M)

o-que-fazer-no-sana_rj

Trilha para o Peito do Pombo, em Sana-RJ.

O Sana possui várias possibilidades de trekking e caminhadas, mas a mais famosa é com certeza a trilha até o Pico do Peito de Pombo. Essa é a conquista mais desejada por quem visita o Sana.

O Peito do Pombo é uma formação de rochas com aparência que lembra um pombo, por isso o nome. O local, por estar a 1.400 metros de altitude, oferece uma vista panorâmica da região, contemplando as montanhas e serras do Sana e de Macaé. Em dias de céu azul é possível enxergar até pedaços de Cabo Frio, Búzios e Rio das Ostras.

A trilha é larga e exige um bom preparo físico, mais pela distância do que por dificuldades do trajeto. Em dias de chuva ou posteriores não é uma boa fazê-la, pois o caminho fica muito enlameado.

Recomenda-se fazer com guias, pois, principalmente no último trecho, o risco de perder-se é grande, já que é preciso entrar na mata.

Veja também estes dois bons relatos sobre a trilha do Peito do Pombo:

Ps: ver o nascer do sol do Peito do Pombo é fantástico!

Valor: grátis. Distância: 7,5 KM (ida). Tempo: 6-7h (ida e volta).

Veja mais fotos da trilha e do Vale do Peito do Pombo na galeria abaixo (segure o CTRL em seu teclado e clique nas miniaturas para visualizar melhor):

Rafting e canoagem

A quantidade de rios e corredeiras do Sana faz do lugar excelente para praticar canoagem e rafting.

Os passeios são principalmente na Barra do Sana (encontro do rio Sana e Macaé), descendo pelo rio Macaé, e há opções tanto para iniciantes, quanto para pessoas mais experientes (classe I até IV).

A melhor época para fazer rafting no Sana é o verão, quando o volume de água é maior.

As reservas devem ser feitas com antecedência. Horários mais comuns: diurno (10h às 15h) e noturno, quando há lua cheia (21h).

O passeio é realizado com, no mínimo, duas pessoas, e a idade mínima é de 8 ou 12 anos (depende do nível do rio).

Valor: R$ 120 (operadoras de Casimiro de Abreu) por pessoa (inclui instrutor, equipamentos e transporte) | Duração: 2h.

Empresas que fazem rafting no Sana:

Rapel no Sana

Há também a possibilidade de praticar rapel no Sana, pelos rios, cachoeiras e no Peito do Pombo.

Valor: a partir de R$ 30.

Empresas que fazem rapel no Sana:

  • Equipe Refloreste e Revigore | (22)2793 2576 | Eles ficam baseados no Art Café Camping (22 – 9 8845-7856) e/ou na Lanchonete Quero Quero
  • Bem Aventurados | (22) 9 9761-0873 | bemaventuradostrip@gmail.com

Downhill no Sana

Devido sua topografia e terrenos irregulares, há bons lugares para praticar downhill no Sana. Ao longo do ano, chegam a acontecer algumas provas de corridas rústicas e mountain bike, organizadas pela Prefeitura de Macaé.

Veja aqui um arquivo de uma das competições, no Strava.

Vida noturna e festivais no Sana

Sentar nos bares do centro para beber, jogar sinuca, e ver o tempo passar devagar, é uma das melhores coisas para fazer em Sana, depois das cachoeiras.

Além disso, o Sana respira música alternativa durante o ano inteiro, mas principalmente nos finais de semana e no verão. É fácil encontrar um lugar com música ao vivo, principalmente reggae, rock, forró pé de serra e samba, quase sempre de artistas locais independentes.

A Raiz do Sana, banda de forró que ficou conhecida nacionalmente, foi crida no Arraial do Sana. Outra banda famosa por lá é a Pavio Curto, de rock.

A noite no Sana começa por volta das 21h-22h nos bares e segue até umas 2h da manhã. Depois, é comum a noite seguir em algum camping ou ruazinha. Geralmente, o fim de noite é no Camping da Ilha (na entrada das cachoeiras), onde o forró vai até de manhã.

Festas e Festivais no Sana

Das festas anuais, o Sana Reggae Festival é o evento mais famoso. Mas há também a Semana Sana, que acontece sempre durante a semana santa (abril), a Festa do Sana (julho), e a Tradicional Festa da Cabeceira do Sana (setembro).

O réveillon é a época mais cheia no verão, carnaval também lota.

Todos os eventos costumam ser divulgados na Página do Sana e nos grupos Sana e Sana Oficial, ambos no Facebook.

Ps: se você busca passeios à cavalo, existem algumas opções no Sana. Dentre elas, o da Fazenda Três Marias (lugar onde fica a Pousada Vale do Luar (22 – 2793-2764 ou 22 – 9 8838-1251).

seta-instinto-viajante Atividades extras próximas ao Sana

Cachoeira da Fumaça | Casimiro de Abreu

A Cachoeira da Fumaça, em Casimiro de Abreu, é a mais famosa da região, e considerada uma das cachoeiras mais bonitas do Rio de Janeiro. Fica no curso do rio Macaé, a 17 KM do centro de Casimiro, indo pela Estrada Serramar (Rodovia RJ-142).

Possui uma queda linda e acima dela há um poção que é ótimo para relaxar e mergulhar. Costuma ser incluída junto dos passeios para rafting e canoagem das agências de turismo.

Apesar de não ser no Sana, está bem próxima, e, havendo possibilidade, vale a pena incluir em seu roteiro de viagem.

Quilombo de Carukango | Macaé e Conceição de Macabu

Muitas pessoas visitam o Sana e não ouvem falar do Quilombo de Carukango, localizado em Macaé e Conceição de Macabu, e que foi o maior quilombo do Rio de Janeiro, e um dos mais importantes do Brasil, ao lado do Quilombo dos Palmares.

Do Quilombo de Carukango, negros escravizados se organizavam e lutavam contra a opressão sofrida pelos afrodescendentes brasileiros e contra a influência portuguesa que fazia do Brasil uma colônia.

O quilombo fica na Serra do Deitado, parte da Serra da Pedra Branca, na Serra Macaense.

Leia mais

seta-instinto-viajante Outras dicas de viagem para o Sana/RJ

DDD e tomadas – Como você já deve ter percebido, o código telefônico do Sana é o 22. O padrão de tomadas é o tipo N, podendo encontrar algumas do tipo B e C, e a voltagem é 220 V.

Cachoeiras – As principais cachoeiras do Sana são acessadas após uma guarita que atualmente cobra R$ 5-10 para entrar. Nela há funcionários que cuidam da manutenção e instruem os visitantes, com recomendações e pequenas normas da Bacia Hidrográfica do Córrego do Peito de Pombo (Resolução 004/2010, do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – COMMADS), para sua visita.

É proibido:

  • Tráfego de veículos motorizados e bicicletas nas cachoeiras;
  • Prática de esportes;
  • Entrada de animais domésticos;
  • Ingressar com isopores, caixas e similares, bebidas alcoólicas, objetos de vidro, aparelhos ou instrumentos que promovam ruídos elevados, churrasqueiras, barracas de camping, produtos que oferecem riscos de incêndio, e óleos bronzeadores

A capacidade de ingresso de pessoas na área é limitada a 400 pessoas e o controle é feito pela ONG Pequena Semente.

Horário de visitação: 8h às 17h. Valor: R$ 5-10.

Preserve a natureza – Por favor, não entre nos rios e cachoeiras com nenhum tipo de produto químico. Isso inclui: shampoo, condicionador, cremes, repelentes, protetor solar, bronzeador, etc. Não leve animais, isopores, churrasqueiras. Ao regressar, leve seu lixo e eventuais lixos que puder retirar do caminho. Vamos manter o lugar sempre limpo e preservado para todos, inclusive nós mesmos.

Onde ficar no Sana? Uma dica importante é atentar-se à localização da sua hospedagem antes de reservar. Isso, pois, o distrito do Sana, como informei no início do artigo, é dividido em três localidades: a Cabeceira do Sana (na entrada), a Barra do Sana (um pouco depois), e o Arraial do Sana, local mais movimentado e onde a maioria das pessoas se hospeda. As distâncias entre as localidades não é tão próxima, há transportes interligando, mas com poucos horários.

Dica: as cachoeiras do Escorrega, Recanto das Borboletas, Sete Quedas, e do Pai, da Mãe e do Filho, são todas formadas pelo Córrego Peito do Pombo, ou seja, são mais próximas das hospedagens do Arraial do Sana, centrinho mais povoado do distrito.

Enquanto as cachoeiras das Andorinhas, Singela, Santa Rosa, Fervedeira, da Flor, do Segredo, do Segredinho, do Silêncio, Roncadeira (ou do Tamanduá), Escondida, e de Boa Sorte, ficam mais próximas das hospedagens da cabeceira do Sana.

Repelente – O Sana combina rios e mata, isso significa uma boa quantidade de mosquitos. Não esqueça seu repelente (mas não entre nos rios e cachoeiras com ele, pois são poluentes).

Lona para acampar no verão – Se você está indo para acampar durante o verão, considere seriamente levar uma lona para proteger sua barraca da chuva. Nesse período costuma chover bastante em Sana. Além disso, vale a pena proteger seus bens guardando-os em sacos plásticos de lixo ou mercado.

Trombas d’água – Em dias chuvosos, evite ficar próximo dos rios e cachoeiras. Trombas d’água são muito comuns e fatais. O maior indício da iminência de uma tromba é a coloração da água. Se começar a ficar marrom (enlameada), saia imediatamente do local. Isso acontece, pois há vezes que não está chovendo no poção em que estamos, mas na nascente sim. Trombas, no Sana, são mais comuns no verão.

Bancos – Não há bancos no Sana. Os bancos mais próximos estão em Lumiar e Casimiro de Abreu, e poucos locais aceitam cartões, leve dinheiro.

Postos de gasolina – Se for de carro, encha o tanque antes de chegar no Sana. Os postos de gasolina mais próximos são em Casimiro de Abreu e Lumiar.

Farmácias – O Sana possui apenas uma farmácia pequena – leve seus medicamentos básicos ou de uso contínuo. O local também possui um pequeno posto de saúde 24h.

Segurança – O Sana é um típico vilarejo, portanto bastante seguro tanto para caminhar a qualquer hora, quanto para chegar e sair de carona.

Na mata podem aparecer cobras, mas, o mais comum, é que apareçam serpentes não peçonhentas. Além disso, nas trilhas movimentadas é algo muito raro. Nós vimos uma cobra caninana na trilha para o Peito do Pombo – espécie não letal.

cobra_trilha_sana_rj

Cobra caninana no meio da trilha – ela é ágil, mas não oferece perigo de morte para humanos.

Telefonia e internet – O sinal é ruim no Sana. A melhor operadora é a Oi. O vilarejo possui alguns telefones públicos.

Lagartas – Parece besteira, mas acho importante mencionar. Ao ver lagartas nas trilhas, rios e cachoeiras, não as mate e oriente suas crianças a não fazê-lo. Essas lagartas virarão borboletas lindas que todos (as) gostam de ver e fotografar, lembre-se disso e não desequilibre o ecossistema local.

Valores e dados de dezembro de 2015

Mais fotos e informações: Página do Sana-RJ no Facebook | Site da Prefeitura de Macaé

Obrigado pela leitura e boa viagem!

Gostou do artigo? Então ajude o Instinto Viajante a se manter no ar =) Clique aqui e doe quanto quiser. Obrigado!

Se esse artigo lhe ajudou pode ajudar outros viajantes, curta e compartilhe =)



Booking.com

seta-instinto-viajante Mais dicas de viagem

Você tem outras dúvidas ou mais dicas de viagem para o Sana-RJ? Conte para nós nos comentários!

Curta Instinto Viajante no Facebook e siga-nos pelo Instagram


« | »

Sobre