Voos low cost: o que são, lista de companhias, e dicas contra furadas

voos-low-cost

Entenda o que são voos low cost e quais são as companhias aéreas de baixo custo

Quer saber o que é voo low cost? Está buscando uma lista de empresas low cost? Quer dicas para não cair em furadas nesse tipo de voo? Pois acaba de encontrar o artigo certo!

Recentemente, o Instinto Viajante mostrou os segredos para comprar passagens aéreas baratas e todas as dúvidas sobre as passagens de volta ao mundo (RTW). Em ambos os artigos citamos as companhias aéreas low cost que existem no mundo inteiro e operam voos muito mais baratos em relação às empresas aéreas mais populares e maiores.

→ Veja também: Como encontrar cruzeiros baratos (14 dicas imperdíveis)

Hoje vamos nos aprofundar nesse tema, com um guia completo, e contar para você o que são voos low cost, como funcionam, as principais dicas de viagem, regras, e informações, e mostrar uma lista com companhias aéreas low cost do mundo inteiro para deixar sua viagem internacional mais barata.

Este artigo faz parte da série Guia viajando barato pelo mundo

aviao-de-companhia-low-cost

Avião low cost por dentro – mais simples e mais barato. Foto: tripsta.co.nz/

O que são voos low cost?

Os low cost flights (voos de baixo custo) surgiram nos Estados Unidos, com empresas que ofereciam passagens aéreas pela metade do preço, e rapidamente tornaram-se populares ao redor do mundo.

Normalmente são oferecidos por companhias aéreas de baixo custo operacional que, por isso, conseguem oferecer ao mercado passagens aéreas muito baratas. Essas empresas também são conhecidas como empresas de baixa tarifa, low fare, no-frills, ou discount airlines, e operam voos principalmente na América do Norte, Europa, Ásia, Austrália, Oriente Médio, e África – infelizmente ainda não há empresas do tipo na América do Sul (a Gol, no Brasil, talvez seja a que mais se aproxima de valores low cost).

Hoje em dia, o termo low cost é usado para diversos setores, inclusive para definir hospedagens baratas e estilos de viagens.

Passagens aéreas representam uns dos maiores custos de uma viagem internacional, e os voos low cost são uma excelente forma de economizar viajando, seja durante as férias, no mochilão, ou em viagens de volta ao mundo.

Você pode acompanhar o artigo completo ou ir direto ao assunto de seu interesse, clicando nos links abaixo

Ajude o Instinto Viajante a se manter no ar =) Clique aqui e doe quanto quiser. Obrigado!

seta-instinto-viajante Por que voos low cost são tão baratos?

As empresas alcançam valores tão baixos por que eliminam custos inerentes aos serviços que costumam ser oferecidos pelas grandes companhias aéreas. Em geral, são empresas dedicadas apenas a deslocar passageiros do ponto A para o ponto B, com serviços modestos, e, geralmente, sem distinção de classes.

Empresas low cost normalmente usam aviões com maior intensidade, transportam mais pessoas, e usam aeroportos secundários, dentre outras estratégias para barateamento do serviço.

Além disso, os serviços são vendidos separadamente. Significa que, normalmente, ao comprar uma passagem aérea low cost, você terá direito apenas ao voo (literalmente) e uma bagagem de mão, que pode chegar a metade do que os 20-30 KG comumente oferecidos “gratuitamente” pelas companhias aéreas tradicionais. Despachar bagagem ou ultrapassar valores permitidos da bagagem de mão, gerará taxas extras.

Não costuma existir serviço de bordo incluso, é cobrado à parte. Também não há travesseiros, mantas, tampões de ouvido, e itens similares – quando há, o consumo é opcional e mediante taxas extras. O mesmo serve para mudanças de datas e horários.

Os valores das passagens variam a todo instante, conforme os voos vão lotando. Em cima da hora, se ainda restam assentos desocupados, oferecem ofertas extremamente baratas.

Contudo, atente-se às regras, possíveis taxas, e valores de serviços extras (que costumam ser caros), pois é onde muitas companhias low cost ganham muito dinheiro.

Resumindo, o serviço é bem simples, mas muito mais barato. Eu, particularmente, acho justo, pois cortam serviços que muitas vezes nem usamos, para oferecerem passagens aéreas mais baratas.

O foco não é conforto, mas sim deslocar-se de maneira muito econômica. De todo modo, lembre-se que há serviços extras que você pode pagar para ter, se desejar.

seta-instinto-viajante Empresas e voos low cost são seguros?

Devido ao preço muito mais baixo, muitas pessoas desconfiam da segurança oferecida pelas empresas de voos low cost. Contudo, não há uma diferença quanto a segurança, em relação às companhias tradicionais. São empresas sérias, com aviões novos, e que estão sujeitas – e cumprem – às mesmas normas de segurança internacional.

A Air Asia, por exemplo, possui prêmios por oferecer bons serviços, assim como outras empresas low cost. A redução de preços está ligada a forma como trabalham e oferecem serviços, e não à aviões sucateados e falta de segurança.

A média de acidentes com essas companhias é a mesma das companhias aéreas comuns, ou seja, um número baixo.

Viaje com o melhor seguro viagem internacional: World Nomads (link afiliado)

seta-instinto-viajante Como saber quais são as companhias com voos low cost no mundo?

É na Europa que estão a maioria das companhias aéreas de baixo custo, sendo as principais empresas, Ryanair e Easyjet. Mas existem várias espalhadas pelo globo.

A seguir, as principais companhias de voos low cost pelo mundo.

Voos low cost Europa

Voos low cost Estados Unidos

Voos low cost Canadá

Voos low cost Nova Zelândia

seta-instinto-viajante Quais são os buscadores de voos low cost e dicas para comprar sua passagem

Existem sites que conseguem encontrar algumas empresas de baixo custo. São eles:

Contudo, é comum que muitas empresas não sejam encontradas nas pesquisas destes sites. Por isso, além de buscar nos sites acima, é bom assinar a newsletter das companhias.

Para estar sempre atualizado (a) quanto as companhias que são low cost, consulte o Budget Airlines Guide, e a lista de companhias aéreas low cost no mundo. Outra possibilidade é entrar no site do seu aeroporto de origem e destino e verificar a lista de empresas que operam voos.

Dicas para comprar voos low cost baratos

Voos low cost costumam ser mais baratos quando comprados com antecedência, mas ofertas de última hora (só não conte com elas, é sorte) também costumam ser boas se você possuir flexibilidade para tal.

Na hora de planejar sua viagem internacional, o melhor para maximizar preços baixos, é conseguir reservar seu voo com no mínimo 4 meses de antecendência (podendo chegar a 6 ou 7 meses). Dessa forma é possível encontrar voos de €$ 10, ou com a volta por €$ 1.

Lembre-se que datas e horários que ninguém voa serão sempre mais baratos, isso inclui voos noturnos ou muito cedo, e terças e quintas, principalmente. Baixa temporada e pós feriados também.

Se você for voar e regressar ao mesmo local, pode ser mais barato comprar ida e volta ao invés de pesquisa-las individualmente.

Na hora de comprar, consulte sempre o site das empresas que possuem hub (base) em seu destino de viagem, pois provavelmente terá melhores preços. Exemplo: Air New Zealand, em voos para a Nova Zelândia.

Para outras dicas mais na hora de reservar voos baratos, consulte este artigo.

Outros sites para viajar barato

  • Holiday Pirates (ótimo para buscar voos baratos)
  • Rome2rio (mostra a forma mais barata de ir de um ponto A a um ponto B)
  • Busbud (ótimo para buscar ônibus barato)

seta-instinto-viajante Regras gerais e dicas de viagem para voos low cost sem furadas

Você também é dessas pessoas que dizem sim para formulários sem lê-los? Você NUNCA pode fazer isso com companhias low cost!

Essas empresas ganham muito dinheiro através de pessoas desinformadas e de suas regras e taxações para serviços considerados extras. Como expliquei, ao comprar um voo low cost, você paga apenas pelo deslocamento, ou seja, qualquer serviço a mais será pago à parte!

Outro ponto é não contar com bom senso ou “desenrolo”, eles, geralmente, seguem as regras de maneira rígida.

Sendo assim, pergunte, leia, e sempre atente-se às regras e proibições da empresa escolhida, antes de comprar seu bilhete. Dependendo do que você quiser como serviço poderá pagar mais caro do que empresas tradicionais e seu voo deixará de ser de baixo custo, perdendo o sentido.

Taxas

Os voos low cost valem a pena quando são muito mais baratos que os voos comerciais padrões. Pois, ao agregar taxas e serviços, ele pode duplicar ou até triplicar de valor.

As taxas e impostos são cobrados por fora, e variam de país para país, pesquise à respeito tanto da sua origem, quanto do destino, pois deverão ser obrigatoriamente pagos.

Contudo, outros serviços são dispensáveis e te ajudará a economizar se seu planejamento for bem feito.

Observações para se ter em conta e evitar perda de tempo e dinheiro:

  • Comprar por conta própria é muito mais barato do que usar agências de viagem;
  • Comprar online é gratuito, mas por telefone há taxas;
  • Na hora da compra online, leia com atenção e descarte todos os serviços extras, desmarcando as caixinhas dos serviços;
  • Evite pagar a taxa para escolha do assento. Ao invés disso, chegue cedo na fila de embarque (20-30min), para não ter imprevistos e conseguir um bom assento;
  • Se for comprar seguros, opte pelos do seu cartão de crédito e compre todos separadamente (geralmente são: cancelamento, seguro viagem, seguro saúde, extravio de bagagem, etc);
  • Planeje bem ou faça o seguro de cancelamento, pois alterar datas, horários e dados possuem taxas altas;
  • Faça o check-in online e o mais breve (normalmente está disponível até 4h antes da partida);
  • Se você precisar fazer o check-in pessoalmente poderá lhe custar até €$ 30-60 (para cada voo). Além disso, saiba até quanto tempo poderá ser realizado (geralmente o limite é de 30-40 minutos antes do voo);
  • Antes, algumas empresas, como a Ryanair, só permitiam o check-in online para passageiros com passaporte europeu (inclusive não permitindo o embarque por isso). Hoje em dia eles permitem realizar, mas o cartão de embarque deve ser verificado e carimbado pela empresa antes de entrar no voo (consulte as regras da sua empresa);
  • Imprima seu cartão de embarque e não esqueça de leva-lo;
  • Não se atrase nem alguns minutos ou poderá perder seu voo;
  • Se for despachar malas, chegue 2h-2h30min antes, para ter tranquilidade.

Bagagem: o que posso levar na mala em voos low cost?

Devido aos serviços serem vendidos separadamente da passagem e das várias taxas cobradas, uma das dúvidas mais frequentes é em como fazer a mala/mochila para um voo low cost.

Como mencionei, sua possibilidade de bagagem (de mão e despachada) é quase sempre inferior ao peso oferecido por empresas comerciais comuns. Isso provavelmente significará uma bagagem de mão, pesando entre 10 e 15 KG (algumas permitem 23 KG, e outras chegam a cobrar só pelo fato de embarcar com bagagem).

Em geral, as empresas definem dimensões (peso, comprimento, e largura) específicas, sem opção gratuita para despachar mala.

Portanto, sempre consulte as regras da empresa e taxas antes de reservar seu voo, e viaje com o mínimo possível. No mais, tenha em conta as próximas dicas.

  • Bagagem de mão é somente um volume. Bolsas, sacolas de compras, mochilas, malas, livros, mapas, notebook, pochetes, cases de câmeras, etc são considerados – cada um – uma bagagem de mão. Não são todas, mas a maioria das empresas permitem apenas UMA bagagem de mão, e definem regras para peso e tamanho (o formato é tão rigoroso que há lojas especializadas em produtos que atendam a essas obrigações – é coisa de 1 cm mesmo!);
  • Consiga uma balança de bagagens e pese sua mala antes da viagem;
  • Ao extrapolar os limites da empresa você poderá ser taxado (em torno de €$ 20-60). Algumas empresas cobram €$ 10-20 para cada quilo ou fração a mais;
  • Se você possuir tamanhos ou pesos que extrapolam as regras (ou tem dúvida), ou se realmente quiser despachar uma mala ou mochilão, contrate antecipadamente (online) o serviço de bagagem a despachar, pois será muito mais barato que na hora (em torno de € 10-25);

Características e limites de peso das principais empresas:

  • Ryanair 10 KG (a bagagem de mão deve ter 55 cm x 40 cm x 20 cm, cheia e incluindo rodas);
  • Lufthansa 8 KG (a bagagem de mão deve ter 55 cm x 40 cm x 23 cm, cheia e incluindo rodas);
  • Air Europa 10 KG (não consideram bolsas, casacos, livros, notebook, carrinho de bebê, etc, como bagagem de mão;
  • Air Berlin – permite despachar 20 KG já inclusos no valor do bilhete;
  • Easy Jet – permite despachar 20 KG já inclusos no valor do bilhete (a bagagem de mão deve ter 56 cm x 45 cm x 25 cm, cheia e incluindo rodas);
  • Wizzair – permite despachar 20 KG já inclusos no valor do bilhete;

Fonte: Feriado Pessoal

Essas regras mudam, mas nos bilhetes aéreos é comum terem as informações sobre pesos e dimensões das bagagens para você checar.

Deslocamentos extras

As empresas low cost geralmente usam aeroportos de pequeno porte ou secundários. Estes, muitas vezes, são afastados dos grandes centros e principais cidades, podendo ser de difícil acesso.

Portanto, pesquise bem o local de chegada e os meios para sair até seu destino final. Tenha em conta, opções de transporte, tempo, distância. Consulte endereços com o catálogo de aeroportos A-Z World Airports Online.

Use também o Rome2rio e o Busbud para saber se esse deslocamento valerá a pena.

Conforto

Como falei lá em cima, o foco é preço, não conforto. Não significa que todas as empresas são desagradáveis, mas é melhor você ter os seguintes pontos em mente:

  • Assentos podem não ser reclináveis, e ter pouco espaço para se esticar;
  • Se você, como eu, é grande, poderá pagar por um pouco mais de espaço (em torno de € 5-15);
  • Não estão inclusos serviços de bordo, portanto se quiser qualquer coisa deverá pagar por fora (comes e bebes, mantas, travesseiros, fones, tampões de ouvido, etc);
  • Se quiser usufruir dos serviços de bordo, tenha em conta que serão caros, e leve dinheiro trocado;
  • Ou seja, coma bem antes de viajar. Caso queira levar algo, atente-se às regras da companhia;
  • Em geral, não existem filmes e afins;
  • As filas de embarque podem ser grandes. O serviço “speed boarding” (embarque rápido) ou “priority Boarding” (embarque prioritário) pode ser contratado se você não quiser enfrenta-las, mas nem sempre são respeitados na hora passar do ônibus para o avião;
  • Se você viajar em família, com filhos pequenos, for idoso, estiver grávida, etc, pode acabar usufruindo deste embarque privilegiado gratuitamente, e algumas empresas ainda despacham o carrinho de bebê grátis (mas não é garantido);
  • Chegue cedo na fila de embarque (20-30min).

Mudanças de última hora

Há pessoas que dizem que voos low cost são loterias. Não concordo que seja exagerado assim, mas realmente é comum haver mudanças de última hora.

É relativamente comum ver empresas low cost que mudam datas e horários uma semana antes do voo reservado – esteja atento (a)! (por isso são voos melhores para quem possui datas flexíveis).

Se isso acontecer, você poderá:

  • Acatar a mudança;
  • Escolher outro voo (sem pagar taxas pela mudança, mas pagando diferenças de preços);
  • Receber seu dinheiro de volta.

Mudar o portão de embarque no último momento também é uma possibilidade, por isso fique de olho nos monitores com informações sobre os voos.

Nós não podemos atrasar, mas eles podem…

Atrasos e cancelamentos não são incomuns, sendo assim, não faça planejamentos apertados e tenha a maior flexibilidade possível com datas e horários, principalmente se houver escalas e conexões (nesse caso saiba exatamente o horário de embarque de cada um, pois se não houver atrasos da companhia, mas seu, você poderá perder o voo). Se você for encaixar voos de companhias diferentes, calcule um intervalo mínimo de segurança de 4h/5h.

(Dica: A partir de 2h de atraso para voos até 1.500 KM; e 3h para voos de mais de 1.500 KM, as empresas são obrigadas a pagar indenizações).

No geral, os serviços e funcionários são profissionais, ou seja, não conte com simpatia e sorrisos. Mas seguindo seus direitos, deveres, e essas dicas, dificilmente terá problemas com seu voo low cost.

Para denunciar maus serviços de companhias aéreas acesse este formulário.

Ps: entre distâncias não muito longas, sempre consulte se não é melhor ir de ônibus ou trem.

Obrigado pela leitura e boa viagem!

Gostou do artigo? Então ajude o Instinto Viajante a se manter no ar =) Clique aqui e doe quanto quiser. Obrigado!

seta-instinto-viajante Mais dicas para economizar viajando

Viaje com o melhor seguro viagem internacional: World Nomads (link afiliado)

Ficou alguma dúvida ou quer dar outras dicas sobre passagens aéreas low cost? Conte para nós nos comentários!

Se esse artigo lhe ajudou pode ajudar outros viajantes, curta e compartilhe =)

Foto cabeçalho voos low cost: corporate.ryanair.com

Curta Instinto Viajante no Facebook e siga-nos pelo Instagram


« | »

Sobre