Ásia > Camboja

Camboja: O que fazer no Camboja - Sudeste Asiático

O que fazer no Camboja - Sudeste Asiatico - Angkor Wat

Turismo no Camboja: O que fazer no Camboja, Sudeste Asiático

Está planejando sua viagem e quer saber o que fazer no Camboja? Então veio ao lugar certo! O Camboja possui vários lugares legais para conhecer além do famoso Angkor Wat. São templos, mercados, museus e ilhas com praias imperdíveis!

O Instinto Viajante mostra hoje os melhores pontos turísticos do Camboja, o que vale muito a pena visitar, como chegar, quanto tempo ficar e qual a melhor época para viajar!

Onde fica Camboja?

O Camboja fica entre a Tailândia, Vietnã e Laos, e é um dos 11 países do Sudeste Asiático, região que ficou famosa entre mochileiros por combinar países baratos para viajar e belezas raras, como os que citei anteriormente e a Indonésia.

Turismo no Camboja

Ainda que tenha sido um dos povos mais alegres que conheci viajando, é um país que passou por momentos trágicos em sua história. Um dos mais dolorosos foi o Regime do Khmer Vermelho, ditadura de Pol Pot que dizimou a população do país em meados de 1970.

Nesse período uma evacuação em massa da população para o campo foi forçada pelo governo na tentativa de realizar uma reforma agrária baseada na coletivização da produção. O objetivo principal era alcançar a autossuficiência do Camboja, mas falhou e levou a população à miséria, ocasionando a morte de quase 2 milhões de pessoas.

Após esse triste episódio relativamente recente, o Camboja ainda se mostra em fase de reconstrução e recuperação. Por isso você irá encontrar muita simplicidade e pobreza por lá, principalmente fora de pontos turísticos. Mesmo assim, o país é naturalmente lindo, tem um povo muito simpático e ainda é um destino bem barato para viajar.

+ Dicas de como achar voos baratos para qualquer lugar

O que fazer no Camboja

Nossas melhores coisas para fazer no Camboja incluem:

  1. Siem Reap e o Complexo de Angkor
  2. Sihanoukville
  3. Ilha de Koh Rong
  4. Pnhom Penh

Confere aí e boa viagem!

Nota: Riel é o nome da moeda do Camboja e aqui vamos nos referir como KHR, que é seu código internacional. Quando tiver US$ me refiro à dólares estadunidenses. Não é nem necessário trocar dinheiro para a moeda local, pois eles aceitam dólares em todos os lugares, inclusive os preços nos cardápios e hospedagens estão em dólares.

1. Siem Reap e o Complexo de Angkor

O que fazer no Camboja - Nascer do sol no Templo Angkor Wat
O nascer do sol no Templo Angkor Wat, principal templo do Complexo, é uma das melhores coisas para fazer no Camboja. Foto: My Ticklefeet.

O Complexo de Angkor é um clichê necessário! Não tem como não visitar Angkor, pois é uma das melhores coisas para fazer no Camboja.

Trata-se das ruínas do Império Khmer, que dominou a região entre os séculos IX e XV (não confundir com o sangrento Khmer Vermelho). O local possui cerca de 400 KM² e abriga mais de 100 templos belíssimos, muitos deles com árvores centenárias entrelaçadas em suas estruturas. Em termos de sítios arqueológicos e preservação cultural, Angkor é uma espécie de Machu Picchu cambojano e, não por acaso, é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Para conhecer com calma todo parque você precisará de mais de um dia. O valor dos ingressos são:

  • 1 dia - US$ 37
  • 3 dias - US$ 63
  • 7 dias - US$ 73

Horário de funcionamento: diariamente, das 5h as 18h.

Para chegar em Angkor, a cidade base é Siem Reap, a 7 KM. Diferente do que muitos acham, esta não é a capital do Camboja, mas é mais visitada do que a própria, Phnom Penh.

O que fazer no Camboja - Complexo Templo Angkor Wat
Considere acordar cedo para ver o sol nascer atrás do Templo Angkor Wat, no Camboja. Foto: Chiew Loo.

Dentro do complexo, a melhor forma de se locomover entre os templos é de tuk tuk (o mais comum é contratar um tuk tuk para fazer todo passeio com você). O preço médio é US$ 20.

Os principais lugares de Angkor são:

  • Angkor Wat - Maior monumento religioso do mundo e o templo mais conservado e famoso do parque.
  • Angkor Thom - Última capital do Império Khmer.
  • Ta Prohm (Rajavihara) - Antigo mosteiro budista Mahayana e Universidade, é o templo mais rústico de Angkor, mantido da mesma forma como foi encontrado.
  • Templo Bayon - Templo Khmer construído no final do século XII com decoração luxuosa.
Melhores coisas para fazer no Camboja - Templo Ta Prohm
O Templo Ta Prohm, ou Rajavihara, é o mais rústico de Angkor, mesclando ruínas e árvores centenárias. Precisa entrar em sua lista de coisas para fazer no Camboja! Foto:David.

Dica: saia cedo para conhecer o Complexo Angkor, pois é muito quente por lá e estará mais vazio um pouco. É comum ver turistas chegarem cedo para apreciar o nascer do sol junto ao templo Angkor Wat. Faça esse esforço, pois vale a pena.

Siem Reap

A cidade de Siem Reap conta com uma boa estrutura de hotéis, restaurantes e tem vida noturna agitada. A Pub Street da cidade parece a famosa Khao San Road, que citamos nas melhores coisas para fazer na Tailândia. Nela você encontra muitos bares, festas e restaurantes para vários gostos. É lá que todos os seus dias provavelmente irão terminar!

Perto da Pub Street está o Night Market, mercado popular que vale a pena visitar para experimentar comidas locais, baratas e exóticas à nossa cultura, além de fazer algumas compras.

Dica: Essa região que envolve a Pub Street e o Night Market é o melhor lugar para se hospedar em Siem Reap.

Viajar para Camboja - Psar Chas - Old Market
Em sua viagem para o Camboja, não deixe de visitar o popular Old Market (Psar Chas) - você encontrará de tudo por lá! Foto: Yoshitaka Ando.

Quanto tempo ficar?

Ficar 3 dias completos em Siem Reap é suficiente. Eu reservaria 2 dias para conhecer o complexo Angkor e 1 dia para conhecer a cidade, principalmente o Psar Chas (Old Market) que tem muitas coisas bacanas e diferentes!

2. Sihanoukville

Nossa lista com o que fazer no Camboja não seria a mesma sem as lindas praias. Nesse sentido, visitar Sihanoukville é o ápice da viagem!

É uma cidade praiana perfeita para tirar uns dias de descanso em meio aos dias cheios e de longas caminhadas em templos e ruínas cambojanos. As praias de Sihanoukville são lindas e agradam todos os gostos: algumas são super reservadas, como a Independence Beach, e outras super badaladas, como a Ochheuteal Beach.

dicas de viagem para camboja - Independence Beach - Sihanoukville
Independence Beach, Sihanoukville, é uma das melhores praias do Camboja - linda e sossegada! Pode incluir sem medo em seu roteiro de viagem pelo Sudeste Asiático! Foto: Veronika.

Você também encontra ótimos restaurantes, principalmente de frutos do mar, e com preços bem acessíveis. Sihanoukville tem vida noturna agitada, com diversos bares e festas que adentram a madrugada.

Para explorar a cidade você pode tomar tuktuks, ou alugar uma bicicleta ou scooter, para ter mais liberdade. As praias mais famosas são a Ochheuteal e a Otres Beach, com belezas únicas e distintas.

guia de viagem Camboja - Otres Beach - Sihanoukville
Outra entre as melhores praias do Camboja é Otres Beach, Sihanoukville. Com águas calmas e paisagens que lembram algumas praias do Brasil. Foto: Jack Sparrow 1980.

Para chegar em Sihanoukville você pode pegar um ônibus ou ir de avião.

Dica: tanto para viajar no Camboja, quanto para todo Sudeste Asiático, pesquise por voos low cost. Muitas vezes compensa pagar um pouco mais caro e economizar tempo, ainda mais se você não tem tantos dias de viagem.

+ O que você tem que saber antes de viajar para a Tailândia

3. Ilha de Koh Rong e Ilha de Koh Rong Samloem

O que fazer no Camboja - Ilha de Koh Rong
Outras na minha lista com o que fazer no Camboja são a Ilha de Koh Rong e Ilha de Koh Rong Samloem, ambas com praias de tons inesquecíveis. Foto: Koh Rong | Per Häggström.

Se você se animou em conhecer Sihanoukville, não pode perder a perfeita praia de Koh Rong. Situada no sul do Camboja e ainda pouco conhecida por turistas, a ilha de Koh Rong possui uma atmosfera jovem, calma e relaxante, não podendo ficar de fora de nossa lista das melhores coisas para visitar no Camboja.

Possui areias brancas, água cristalina e nascer e pôr do sol imperdíveis.

Nascer do sol Ilha de Koh Rong - viagem Camboja
Nascer do sol na praia, na Ilha de Koh Rong - Uma das melhores coisas para fazer no Camboja, durante sua viagem para o Sudeste Asiático. Foto: Monique Smit.

O acesso à Ilha de Koh Rong é feito, obrigatoriamente, por Sihanoukville. De lá, você escolhe ir de barco, com duração média de 2 horas de viagem, e passagem a US$ 5, ou de ferry boat / speed boat, levando 45 minutos e custando US$ 10.

Koh Toch é a área central da ilha, e é onde a maioria das hospedagens e restaurantes se concentram. Há, também, outras áreas mais afastadas, preservadas e calmas, porém com menos opções de hospedagem e de restaurantes. Diferente de Sihanoukville, Koh Rong não tem quase nada de vida noturna.

Não há muito o que fazer na ilha a não ser relaxar e ficar na praia, porém você encontra caiaques para alugar, algumas trilhas curtas para fazer e passeios para praticar snorkel.

Considere tomar banho de mar à noite! Pois é uma das melhores coisas para fazer em Koh Rong. Isso, pois, a água é repleta de plânctons luminosos que brilham conforme você se mexe - muito show!

Planctons luminosos em Koh Rong, Cambodia
O efeito espetacular dos plânctons luminosos em Koh Rong, Cambodia. Não deixe de ir à praia a noite para tentar ver-los! Foto: Will Ho.

Um outro ponto forte da ilha é que, diferente da maioria das ilhas do mundo, ela não é cara. Hospedagens e comida, no geral, são super acessíveis, salvo alguns resorts e restaurantes específicos.

Agora... se você quer realmente se isolar do mundo, do lado da Ilha de Koh Rong tem outra pequena ilha, chamada Ilha de Koh Rong Samloem. Há pouquíssimas opções de hospedagem, e é bem mais "roots" que Koh Rong. O barco para chegar lá é o mesmo barco que leva para Koh Rong.

O ideal é ficar na ilha, ao menos, 2 noites. Mas como não há muita coisa para realmente fazer, essa decisão é muito particular, depende do seu propósito na viagem! Se quer relaxar, é lá!

Dica: Viajar por outros países e locais mais remotos é mais tranquilo e prudente com um seguro saúde. Por isso, recomendo usar o comparador de preços da SegurosPromo (confiável e em português) para pesquisar os melhores seguros viagens, com menor preço. Use o código INSTINTOVIAJANTE para ter descontos exclusivos!

Seguros Promo

4. Pnhom Penh

Pnhom Penh é a capital do Camboja, porém acaba ficando de fora do roteiro turístico da maioria. Muitas pessoas escolhem conhecer Angkor e Siem Reap deixando Pnhom Penh de lado por falta de tempo ou organização. Um erro!

Especialmente se você se interessa em conhecer a história e cultura dos países que viaja, visitar a capital do Camboja é uma parada obrigatória. Como dito, o Khmer Vermelho foi uma ditadura que dizimou a população do país, e a maioria do museus e outros lugares que contam a história desse período estão na capital.

Memorial Killing Fields of Choeung Ek Camboja
Memorial Killing Fields of Choeung Ek, em homenagem às pessoas mortas durante o Khmer Vermelho. Importante ponto de turismo histórico no Camboja. Foto: Jessica Toale.

O Killing Fields of Choeung Ek e a Prisão S-21 (Tuol Sleng) são os principais lugares para turismo histórico. Ambos foram locais onde um grande número de pessoas foram mortas no período sombrio do Camboja. A exposição é impactante e você pode pegar um áudio guia na entrada para entender toda a história melhor. Os dois lugares tem clima super pesados, é necessário ter estômago para visita-los.

Killing Fields

  • Horário de Funcionamento: Diariamente, das 7:30h às 17:30h.
  • Contato: +855 23 305 371.

Tuol Sleng

  • Horário de Funcionamento: Diariamente, das 8h às 17:00h.
  • Contato: +855 23 665 5395.
Royal Palace, Camboja - Dicas de Viagem
Preabaromareachaveang - Será que dá pra pronunciar? Esse é o nome do Royal Palace, ou Palácio Real, do Camboja. Um legítimo prédio de arquitetura Khmer. Foto: Ethan Crowley.

Mudando a ótica, Pnhom Penh também abriga alguns lugares lindos para visitar no Camboja. O Royal Palace (ou Preabaromareachaveang, no idioma local) e a Silver Pagoda são alguns deles. O palácio ainda é a sede da monarquia do Camboja e por isso alguns locais são inacessíveis ao público.

  • Localização: Samdech Sothearos Boulevard (entre a 184th Street e 240th Street), Phnom Penh, Cambodia.
  • Horário de Funcionamento: Sextas, das 8h às 18h; domingos das 8h às 17h30;demais dias, das 8h às 17h.

O acesso à capital é fácil, com ônibus e aviões saindo de diversas cidades do Camboja e do Sudeste Asiático. Aconselho reservar ao menos 2-3 dias para conhecer Pnhom Penh.

Silver Pagoda, Camboja Turismo Asia
Silver Pagoda à direita e demais prédios reais do governo do Camboja. Arquitetura Khmer fantástica. Foto: Wikimedia.

Bom, imagino que você tenha se animado ainda mais para viajar depois de ver nossa lista com o que fazer no Camboja, certo?

Então veja abaixo mais algumas informações importantes para ajudar você a planejar sua viagem!

Preciso de visto para viajar para Camboja? Como tirar?

Sim! Brasileiros precisam de visto para entrar no Camboja. É possível tirar o visto na chegada, pessoalmente, ou tirar o visto para o Camboja pela internet. Recomendo tirar online, pois é super fácil e faz você economizar um bom tempo em filas.

Para fazê-lo na chegada, basta ter:

  • Passaporte com, no mínimo, 6 meses de validade
  • 1 foto 3x4
  • Certificado Internacional de vacina contra febre amarela
  • Cerca de US$ 35 (em espécie)
  • Formulário preenchido (fornecido na hora)

Como chegar no Camboja

Normalmente o Camboja é incluído em uma trip por outros países do Sudeste Asiático, então mostro as duas formas de chegar no Camboja: de avião e por via terrestre.

Chegando no Camboja de avião

O Brasil não tem voos diretos para o Camboja, portanto, é necessário fazer alguma escala antes de chegar ao país, provavelmente em Bangkok, na Tailândia. As duas principais portas de entrada do Camboja são os aeroportos de Phnom Penh e de Siem Reap.

Avião é a forma mais fácil de se chegar no Camboja, especialmente se você já estiver pelo Sudeste Asiático.

Chegando no Camboja por terra

Você pode chegar no Camboja facilmente por via terrestre também, sem ter grandes problemas com visto. Se você for procurar, com certeza irá achar algum relato de extorsão nas fronteiras, e pessoas que não recomendam esse caminho, porém tive uma experiência tranquila, sem estes percalços, e o procedimento foi rápido.

Os documentos para retirada do visto são os mesmos citados no tópico anterior.

Quanto tempo viajar pelo Camboja

O primeiro passo para montar seu roteiro e viagem para o Camboja é saber quais lugares você quer conhecer. Para conhecer bem os 4 melhores lugares que citamos neste artigo, o ideal é ficar, no mínimo, 9 dias completos.

O maior problema é o deslocamento entre uma cidade e outra. Se você quiser viajar de ônibus, se prepare para viagens longas, com mais de 10 horas de duração.

Nesse sentido as companhias aéreas low costvão lhe fazer ganhar tempo, pagando mais que nos ônibus, mas ainda por valores acessíveis. Alguns exemplos são a AirAsia e a Tiger Air Ways.

Qual a melhor época para ir ao Camboja

Como todos os países da região, o Camboja segue o regime das monções. Ou seja, de junho a setembro chove muito por lá, enquanto de outubro a maio é a estação seca, melhor época para visitar o Camboja na minha opinião.

O Sudeste Asiático é incrível, uma viagem totalmente inesquecível! E o Camboja ainda está se reerguendo após ter passado por tempos difíceis, porém tem lugares únicos, lindos e muito especiais para visitar.

Espero que tenha ajudado você a planejar melhor sua viagem para o Camboja!

Não esqueça de pesquisar seu seguro viagem internacional:

Veja mais:

Gostou das dicas? Já visitou e acha que falta algo nessa lista com o que fazer no Camboja? Conta pra gente nos comentários!

Foto cabeçalho: Templo Angkor Wat | Getty Images.